segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

PROCESSO CATECUMENAL DE INICIAÇÃO A VIDA CRISTÃ: Um Jeito Novo de Catequizar

A pastoral da catequese vive momentos de transformação na Arquidiocese de Natal, com a implantação do processo catecumenal, chamado de “Iniciação a Vida Cristã”.

Processo esse que visa à valorização de todas as fases na caminhada feita pelo candidato dentro do período em que ele passa em preparação para os sacramentos como: Batismo, Eucaristia e Crisma. Este novo processo de catequizar vem buscar introduzir cada cristão por ela assistido a uma vivencia comunitária através da escuta da palavra, nas celebrações e com o testemunho de vida, como era feito lá nas primeiras comunidades cristãs, que nos é apresentado por São Paulo em suas cartas.

O que nos leva a fazer uma adesão a este novo processo? É evidente ver que as pessoas recebiam o sacramento e muitas vezes, ou sempre, não tinha a vivencia com a palavra e muito menos o convívio na comunidade cristã. Isso fez com que se repensasse o método utilizado pelas comunidades. O documento de Aparecida, pesando na missão, nos faz esse convite de adesão ao catecumenato, quando ele convida cada um a valorizar o ser humano seja lá quem ele for no extenso processo de evangelização da igreja do Brasil.

Este processo catecumenal se divide em quatro tempos:

1º - Pré – catecumenato: chamado de tempo de evangelização, momento destinado ao amadurecimento da vontade de seguir Jesus.

2º - Catecumenato: este tempo é destinado a formação e exercitam-se na pratica da vida cristã e comunitária.

3º - Purificação e Iluminação: esta fase é realizada prioritariamente no tempo da quaresma, este tempo é marcado pelo rito da eleição ou inscrição do nome.

4º - Mistagogia: realiza-se durante o tempo pascal e tem por finalidade permitir que os que receberam os sacramentos, tanto os neo-cristãos como os que completaram a sua iniciação, vivenciem mais profundamente o mistério pascal de Cristo através de uma vida nova.

Cada etapa aqui colocada é marcada sempre em seu inicio por uma celebração junto a comunidade, já que este processo como já foi colocado visa inserir os novos cristãos na comunidade.

Francisco de Assis

Coordenador de Catequese

MISSA DO NATAL EM POÇO BRANCO

Um grande número de fiéis lotaram o patamar da Igreja do Sagrado Coração de Jesus para a missa do Natal do Senhor em Poço Branco.
O Pe. Francisco de Assis lembrou a importância do nascimento de Jesus, feito homem, e o sentido do Natal para a humanidade. Lembrou o esquecimento da humanidade no tocante ao sentido espiritual e a forma como muita gente apenas se preocupa com roupas, pinturas em suas casas, comidas e bebidas.
Infelizmente lembra-se de tudo, menos do principal deste dia. O aniversariante.

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

PAPA NOMEIA DOM JAIME NOVO ARCEBISPO DE NATAL


O Papa Bento XVI aceitou a renúncia do Arcebispo Metropolitano de Natal, Dom Matias Patrício de Macêdo, nesta quarta-feira, dia 21 de dezembro, em conformidade com o Código de Direito Canônico, que recomenda que todo Bispo que complete 75 anos de idade deve apresentar renúncia ao cargo. Dom Matias completou 75 anos em 14 de abril de 2011, mês em que apresentou o pedido de renúncia ao Papa.
O Papa nomeou o Bispo de Campina Grande-PB, Dom Jaime Vieira Rocha, como o novo Arcebispo Metropolitano de Natal. A posse de Dom Jaime na Arquidiocese está marcada para o dia 26 de fevereiro, na Catedral Metropolitana de Natal.
A partir de hoje até o dia da posse, Dom Matias será o Administrador Apostólico da Arquidiocese de Natal.

Quem é o novo Arcebispo

Dom Jaime Vieira Rocha é natural de Tangará-RN, paróquia da Arquidiocese de Natal, onde nasceu em 30 de março de 1947, filho de José Patrício de Melo e Maria Nini Rocha. Fez os estudos de Filosofia e Teologia na Faculdade de Teologia Nossa Senhora da Assunção, em São Paulo-SP. É formado em Ciências Sociais, pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN, e IBRADES, no Rio de Janeiro-RJ. Também fez o curso de Atualização para Formadores de Seminários, em Roma, Itália.
Foi ordenado padre no dia 01 de fevereiro de 1975, em Natal-RN. Foi nomeado Bispo da Diocese de Caicó-RN, em 29 de novembro de 1995. A ordenação episcopal aconteceu no dia 06 de janeiro de 1996, na Basílica de São Pedro, em Roma, na Itália, pelo então Papa João Paulo II. Escolheu como lema: “Scio Cui Crediti” (Sei em quem acreditei). Dom Jaime governou a Diocese de Caicó por nove anos – de 1996 a 2005. Em 2005 foi transferido para a Diocese de Campina Grande-PB, onde permaneceu até agora.
No período de 1997 a 2003, Dom Jaime foi o Bispo Referencial da Comissão Episcopal Regional para a Vida e a Família; de 2007 a 2008, acumulou o cargo de Bispo da Diocese de Campina Grande com o de Administrador Apostólico da Diocese de Guarabira-PB. Atualmente é o Bispo Referencial da Comissão Episcopal Regional para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada, do Regional Nordeste 2; e membro da Comissão Episcopal para a Amazônia, da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB.

Fonte: Recan

domingo, 18 de dezembro de 2011

PRIMEIRA COMUNHÃO EM POÇO BRANCO


Nesta sexta-feira, 16/12, 94 crianças receberam sua primeira comunhão, dentro de uma celebração lindíssima e muito festiva. Com uma homilia tocante e chamativa ao compromisso, não só das crianças, mas, também dos pais, o Pe. Francisco de Assis exortou sobre a importância da participação nos momentos eucarísticos da comunidade, pois, infelizmente, é grande o número de crianças e jovens que após a celebração sacramental, não voltam a igreja.

Um momento marcante da celebração foi no momento da paz, quando as crianças foram abraçadas por aquele que é o representante de Cristo. "Deixai vir a mim as crianças e não as impeçais, porque o Reino de Deus é daqueles que se lhes assemelham". (Mc 10,14)

Duas crianças receberam também o Sacramento do Batismo. Ambas tiveram a alegria de receber, ao mesmo tempo, dois sacramentos importantes da vida cristã.

Que possamos perseverar em nossas orações para que nossas crianças e jovens compreendam o amor do nosso Pai Eterno e possam se engajar em movimentos próprios para eles.

Que o Sagrado Coração de Jesus as abençoe e conduza.

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

94 CRIANÇAS RECEBERÃO PRIMEIRA COMUNHÃO EM POÇO BRANCO

Nesta sexta-feira, 16 de dezembro, 94 crianças irão receber a Sagrada Eucaristia pela primeira vez. Estas crianças conceberão seu terceiro sacramento, já que receberam o sacramento do batismo, ao nascer, e agora, o sacramento da penitência para poderem comungar pela primeira vez.

A comunidade muito se alegra e pede a Deus que as ilumine para que possam perseverar na fé.

A Santa Missa será neste dia 16 de dezembro, às 19h, na Igreja do Sagrado Coração de Jesus, em Poço Branco.

quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

ADVENTO

Advento significa: vinda, chegada. Todos os anos nos preparamos para o Natal, a festa do nascimento do Senhor. As igrejas do mundo inteiro celebram o início do ano litúrgico nas quatro semanas que antecedem o Natal. Hinos, pregações, orações que marcam este tempo. Mas, afinal o que desejamos que chegue até nós? O que pedimos que venha em cada advento? Vem, Senhor Jesus é o que cantamos e oramos, mas, temos consciência do que pedimos?

A vinda de Jesus caracteriza o momento reservado por Deus para o grande julgamento da humanidade. O momento em que todos seremos julgados pelas nossas ações. Seremos julgados pelo nosso egoísmo ou fraternidade. Será que a humanidade está preparada para se apresentar diante do Senhor?

Acredito que não. Ainda há muito que se moldar para este momento tão ímpar na vida de cada criatura.

A humanidade está envolta numa grande ânsia de consumismo, de materialismo. Há muito querer no material e pouca importância de dá ao espiritual. Há muitas orações para que o Senhor dê mais emprego, mais roupas, mais isso ou aquilo e menos orações pedindo conversão da humanidade, santificação das famílias, fortalecimento do clero, luz para a juventude.

O momento da Eucaristia, onde Jesus se dá como alimento para a salvação da humanidade, é trocado por uma tela de TV, por causa do encerramento do campeonato onde o time do coração está na final. Quantas desculpas são dadas para não estar reunidos entre irmãos em momentos de oração. Quantos lares sendo desfeitos porque já não existe mais aquele amor real que é tão falado, mas pouco vivido.

A oração do “vem, Senhor Jesus” deve ser com a intenção de “conduz-me, Senhor”, “Ilumina-me, Senhor”, “molda-me, Senhor”, “faz-me fiel, Senhor”.

Ao invés de tanta preocupação com o ter material, ter a humildade de agradecer ao Senhor o bem da vida e passar mais a agradecer do que pedir. Lembrar das palavras do próprio Jesus quando disse: “Buscai em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça e todas estas coisas vos serão dadas em acréscimo. Não vos preocupeis, pois, com o dia de amanhã: o dia de amanhã terá as suas preocupações próprias. A cada dia basta o seu cuidado”. (Mt, 6,33-34)

E é vivenciando nossa fé que podemos chegar ao Natal do Senhor compreendendo o seu nascimento. Compreender a forma como Jesus veio, sua simplicidade, a pureza de uma criança, a realeza que se faz simples e humilde. Um ensinamento a cerca do modo como devemos ser e agir diante dos nossos irmãos.

O pedido de Salomão foi ouvido por Deus, pois, ele foi simples e humilde: “Dai, pois, ao vosso servo um coração sábio, capaz de julgar o vosso povo e discernir entre o bem e o mal; pois sem isso, quem poderia julgar o vosso povo, um povo tão numeroso? O Senhor agradou-se dessa oração, e disse a Salomão: Pois que me fizeste esse pedido, e não pediste nem longa vida, nem riqueza, nem a morte de teus inimigos, mas sim inteligência para praticar a justiça, vou satisfazer o teu desejo; dou-te um coração tão sábio e inteligente, como nunca houve outro igual antes de ti e nem haverá depois de ti. Dou-te, além disso, o que não me pediste: riquezas e glória, de tal modo que não haverá quem te seja semelhante entre os reis durante toda a tua vida. E, se andares em meus caminhos e observares os meus preceitos e mandamentos como o fez Davi, teu pai, prolongarei a tua vida. (1Rs 3,9-14)

Vamos nos preparar para o Natal do Senhor buscando a sabedoria de sermos humildes em nosso pensar e agir. Acreditar que o Pai nos ama e quer dar a todos os seus filhos um lugar no paraíso. Que a humildade e simplicidade do Menino-Deus possa nos ensinar a sermos mais irmãos.

Claudionor Cirilo

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

ENCERRAMENTO DA FESTA DE NOSSA SENHORA DO LIVRAMENTO

A festa de Nossa Senhora do Livramento teve seu ápice neste dia 27 de novembro quando todas as comunidades se reuniram para louvar a Mãe do Livramento com uma linda e fervorosa procissão pelas ruas de Taipu e uma participação ativa na Santa Missa que foi celebrada logo após no patamar da Igreja Matriz.

A festa teve início no dia 17/11 com uma carreata saindo da igreja do Sagrado Coração de Jesus, em Poço Branco, com a presença das imagens de diversas comunidades até Taipu. Com caminhadas penitenciais nas madrugadas, ofício da Imaculada Conceição ao meio-dia, novena e Missa à noite o povo louvou e pediu à Mãe do Livramento que intercedesse ao seu Filho Jesus por bênçãos para este povo caminhante.

O Largo da Matriz, em Taipu, foi pequeno para a grande multidão que ali se fez presente no último dia de festa em homenagem à Mãe Terna da humanidade.

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

FESTA DE NOSSA SENHORA DO LIVRAMENTO 2011


MENSAGEM AOS PAROQUIANOS

Na alegre expectativa da festa de nossa padroeira, Nossa Senhora do Livramento de Taipú, venho com o coração repleto das disponibilidades do espírito, conclamar a todos, para que, cada vez mais conheçamos, amemos e sigamos a Jesus. E isto, o faremos rezando, ouvindo a palavra de Deus, celebrando a eucaristia e amando o nosso semelhante.

É o convite que fazemos para você, ao mesmo tempo em que convidamos cada um, todas as famílias e a comunidade em geral. Chegamos a esse momento feliz! Seja-me permitido, aqui e agora, à maneira de irmão na fé, recolher e interpretar o que está pulsando nos nossos corações e depositá-lo no afetuoso coração de Maria e nossa.

É verdade sim que, em nossas reuniões familiares, junto á mãe, todos os filhos e irmão se sentem mais disponibilizados á bondade, à generosidade, à solidariedade, à reconciliação, á comunhão e participação de vida e ao reencontro do afeto fraternal. Assim sendo e muito mais, neste ano, queremos deixar como imperativo a piedade e o amor filial áquela que é nossa mãe na fé, os nossos momentos de efusões de afeto e dos dons propositais.

Tenhamos sempre presente, que a Mãe de Deus é a figura da igreja, como já ensinava santo Ambrósio, que dizer na ordem da fé, da caridade e da perfeita união com Cristo. Oh! Senhora nossa, guiai-nos para a luz, e um dia, ao vosso lado possamos ver Jesus.

Concedei-nos, por vossa intercessão, ó mãe querida do Livramento, que os vossos filhos e filhas taipuenses aprendem a não separar a fé da vida nem a vida da fé e terem a atitude de verdadeiros ouvintes do evangelho, Boa Nova da salvação, procurando sempre conhecer, amar e viver como fiéis discípulos e missionário obedientes ao seu Mestre. Que será sempre Cristo “a luz do mundo”.

“Da glória feliz do senhor onde estais rogai junto ao Filho por nós,, vossos filhos! Rogai por nós que recorremos a vós!”.

Mãe do Livramento!
Viva a fé! Viva a Festa!

Pe Francisco de Assis Inácio
(Administrador Paroquial)


Programação Religiosa

17/11 – Quinta – feira
18h e 30min.: Abertura – carreata saindo de frente a igreja Sagrado Coração de Jesus em Poço Branco, em direção à Matriz de Taipú.
19h e 30min.: Bênção do Santíssimo Sacramento
Presidente: Pe. Francisco de Assis (Adm. Paroquial) e o Diác. José Belizário.

18/11 – Sexta – Feira
Tema – Maria: “Mãe de Deus no mistério de Cristo e da igreja!” (Gaundium ET Spes, 22)
04h – Caminhada Penitencial
12h – Oficio de Nossa Senhora
19: 30hmin – Novena/missa
Presidente da Celebração: Pe. Edvan Araújo de Lucena ( João Câmara), Pe. Francisco de Assis e o Diác. José Belizário

19/11 – Sábado
Tema: Maria: Modelo de fé, na esperança e na caridade!
04h: Caminhada Penitencial
12h: ofício de Nossa Senhora
19h30min.: Missa
Celebrante: Pe. Rogério Ferreira Barros (S. Paulo Apóstolo – Pedro Avelino)

20/11 – Domingo de Cristo
Tema: Uma vida pautada pelo serviço e pela solidariedade!
04h: Caminhada Penitencial
12h: ofício de Nossa Senhora
19h30min.: Missa
Celebrante: Pe. Francisco de Assis Inácio Administrador paroquial

21/11 - Segunda – feira
Tema: Maria: Uma vida dedicada ao amor!
04h: Caminhada Penitencial
12h: ofício de Nossa Senhora
19h30min.: Missa
Celebrante: Pe. Francisco de Assis Inácio (Administrador paroquial) e o Diác. José Belizário

22/11 – Terça - Feira
Tema: Maria: Educadora da fé!
04h: Caminhada Penitencial
12h: ofício de Nossa Senhora
19h30min.: Novena/Missa
Celebrante: Pe. Claudio Régio da Silva (Bom Pastor - Natal) e o Diác. José Belizário

23/11 – Quarta - Feira
Tema: Maria: A primeira a ouvir e a viver a palavra!
04h: Caminhada Penitencial
12h: ofício de Nossa Senhora
19h30min.: Novena/Missa
Celebrante: Pe. Jonerikson Gomes da Silva (Serra Caiada) e o Diác. José Belizário

24/11 – Quinta - Feira
Tema: Maria: Discípula e missionária do seu Filho!
04h: Caminhada Penitencial
12h: ofício de Nossa Senhora
19h30min.: Novena/Missa
Celebrante: Pe. José Perreira da Silva Neto (Santa Cruz) e o Diác. José Belizário

25/11 – Sexta - Feira
Tema: Maria: Mãe de Deus e Mãe dos cristãos!
04h: Caminhada Penitencial
12h: ofício de Nossa Senhora
19h30min.: Novena/Missa
Celebrante: Pe. João Maria dos Anjos Sobrinho (Parque dos Coqueiros - Natal) e o Diác. José Belizário

26/11 – Sábado
Tema: Maria: Fazei-nos misericordiosos do jeito de Jesus!
04h: Caminhada Penitencial
12h: ofício de Nossa Senhora
19h30min.: Novena/Missa
Celebrante: Pe. José Freitas Campos (São Sebastião/Alecrim - Natal) e o Diác. José Belizário

27/11 – Domingo : Dia da festa da padroeira
10h: Missa Solene
12h: ofício de Nossa Senhora e descida da imagem
16h30min.: Procissão
17h: Celebração da Santa Missa e Encerramento da Festa
Celebrante: Pe. Francisco de Assis Inácio (Administrador Paroquial)

PROGRAMAÇÃO SOCIAL

Dia 26 de novembro de 2011 – Barraca, Leilão animada pela Banda “DOM CARDOSO E SEUS METAIS”.

Obs.: A Programação completa você confere no convite impresso.

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

SEMÁFOROS INTERIORES - O coração humano é um grande sinaleiro

Um dos sinais de trânsito mais conhecidos é o semáforo. Este sinalizador é de fundamental importância para a segurança dos pedestres e dos motoristas. Desobedecê-lo é colocar em risco a própria vida e também a de outras pessoas. Muitos já desobedeceram ao que o semáforo indicava e o resultado não foi bom. Ou foram vítimas de um acidente ou então receberam uma multa.

Segundo o Código Nacional de Trânsito, avançar um sinal vermelho é uma violação gravíssima às normas impostas. O motorista que comete tal falta perde sete pontos em sua carteira de habilitação. Diante de tal gravidade que pode ocorrer quando o sinal está vermelho, melhor será para o condutor do veículo obedecer.

No entanto, sabemos que nem todos os motoristas e pedestres respeitam os sinais de um semáforo. Diante da imprudência de tal atitude o resultado nem sempre é positivo. Muitos já perderam a vida e outros tantos a roubaram de seus semelhantes. Atitudes inconseqüentes têm resultados trágicos.

O coração humano é um grande semáforo. Ele nos indica qual a postura que devemos ter diante das mais variadas situações da vida. Porém, é preciso reconhecer as cores que nos indicam o que devemos fazer diante das encruzilhadas de nossas opções!

Sinal vermelho do semáforo do nosso coração indica que é tempo de parar. A pressa em chegar pode nos fazer provar o amargo das emoções que ainda estão verdes. Ultrapassar o sinal vermelho é arriscado e perigoso. Podemos causar acidentes que deixarão graves seqüelas no coração de quem não era culpado.

Respeitar o pedestre é sempre prioridade nas leis de trânsito. Nas leis do coração a mesma atitude é fundamental. Respeitar aqueles que cruzam as esquinas de nossa alma e caminham lado a lado conosco é atitude de um cristão consciente!

Sinal amarelo é sempre de atenção. Olhar para os dois lados da vida e ver qual deles nos oferece mais segurança! Parar e observar se a nossa pressa não poderá ser interrompida por alguém que vem em alta velocidade e ainda não aprendeu a respeitar os semáforos de nosso coração é imprescindível. Buscar a segurança necessária para que não sejamos vítimas de nossos próprios descuidos é cuidar com atenção de nosso coração.

A esperança é verde. Quando o semáforo de nossa alma nos indica que podemos seguir em frente não hesitemos. Com segurança poderemos trilhar os mais belos caminhos e descobrir as mais lindas paisagens escondidas nas curvas de nossa alma.

Há muitos corações congestionados com sentimentos confusos. Há ainda semáforos queimados que precisam ser trocados. Um semáforo que não serve para nos indicar com segurança o nosso caminho se torna sucata. Jesus é o grande Semáforo da nossa vida. Ele nos indica qual é o melhor caminho que devemos seguir.

Nem sempre o verde da esperança estará nos indicando que podemos seguir em segurança. O vermelho do proibido, muitas vezes, vai salvar nossa vida de tristes acidentes emocionais. A atenção do amarelo vai nos garantir que precisamos parar e olhar para a vida com mais cuidado.

Para a pecadora arrependida o vermelho da hora de parar foi aceso. O jovem rico recebeu o sinal amarelo da atenção: era preciso parar e rever as escolhas que estava fazendo. Judas estava com o semáforo de seus sentimentos quebrado. Não havia prestado atenção que o sinal amarelo indicava o vermelho que iria chegar. Não olhou e foi atropelado pelos próprios erros. Maria Madalena descobriu em uma manhã de ressurreição o sinal verde de novas possibilidades.

Nos semáforos do coração encontramos a segurança necessária para caminharmos pela vida de mãos dadas com um tempo novo. Jesus nos dá sinais de trânsito livre e seguro no cotidiano dos congestionamentos de nossa alma.

Padre Flávio Sobreiro
Vigário da Paróquia N. S. do Carmo (Cambuí - MG)
Fonte: www.cancaonova.com

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

ENCERRAMENTO DA FESTA DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS - 2011

No domingo, 30/10, as festividades em honra ao Sagrado Coração de Jesus teve seu encerramento com a procissão pelas ruas da cidade e celebração da Santa Missa. Uma grande multidão acompanhou a imagem do seu padroeiro com hinos e orações. A Celebração Eucarística marcou o fechamento de mais um novenário onde se pôde presenciar a fé de um povo que acredita nas bênçãos derramadas pelo Coração de Jesus sobre os seus filhos que a Ele recorre. Poço Branco sempre mostrou sua fé, carinho e devoção e com isso contagia todos aqueles que aqui se achegam. É a amostra de um povo confiante que o Pai Eterno, pela sua infinita Misericórdia, tem compaixão de um povo que sabe testemunhar seu amor.

SHOW LOUVOR

Na sexta-feira, 28/10, dentro das festividades em honra ao Sagrado Coração de Jesus, houve um show religioso com França Lima e Banda, levando os fiéis a um momento de louvor e oração através da música. Com hinos alegres e momentos de reflexão os presentes puderam elevar à Deus suas preces e louvores num início de tradição que começou ano passado, 2010, com um show das irmãs Sônia e Léa.

CAMINHADAS PENITENCIAIS – MOMENTO DE FÉ

Um ensinamento deixado por Frei Damião ainda está vivo no coração dos fies de Poço Branco que despertam cedo para participarem das caminhadas penitenciais que acontecem dentro da festa do Sagrado Coração de Jesus todos os anos. Estas caminhadas foram colocadas dentro do cronograma da festa do padroeiro pelo então administrador paroquial Pe. Cláudio Régio que administrou a Paróquia Nossa Senhora do Livramento por 10 anos. Às 04h da manhã, com cânticos e orações, todos saem pelas ruas numa caminhada onde se busca cada vez mais o encontro com Deus pelas orações e reconhecimento da nossa condição de pecadores.

Este ano, tivemos um testemunho pessoal de uma devota que falou da alegria de ter alcançado uma graça que pediu ao Sagrado Coração de Jesus e foi atendida. A devota Dalva Fernandes (foto abaixo) que já havia morado em Poço Branco há 10 anos atrás, estava morando em São Paulo e há 8 meses voltou a morar aqui na cidade. Há 01 ano alcançou a graça pedida e disse que vai continuar sua devoção ao Coração de Jesus.

Na sexta-feira, 28/10, com o término das caminhadas penitenciais, houve um café comunitário onde cada um levou alimento para depositar à mesa e ser partilhado por todos num gesto fraterno e solidário. Mais uma vez o Ágape aconteceu na comunidade de irmãos.

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

PE. ROBÉRIO - CATEQUESE MARCANTE

Nesta segunda, 24/10, a nossa igreja de Poço Branco recebeu o seu filho ilustre, o Pe. Robério Camilo. Dentro do sub-tema, Coração de Jesus: consolador dos aflitos na dor e na desesperança, ele presidiu a Celebração Eucarística e exortou a todos para viverem segundo o exemplo de amor do Coração de Jesus que ama sem distinção, sem impor condições. Com uma catequese inspirada à luz do Espírito Santo, o Pe. Robério colocou nos corações dos fiéis presentes que precisamos viver a partilha do amor para que possamos vivenciar a paz verdadeira que Jesus veio trazer para todos nós. Se faz necessário abrir os corações ao perdão e a prática da caridade fraterna para que venhamos a ver o bem vencendo o mal. Esquecer o julgamento ao próximo, pois não fomos instituídos juízes dos outros e o reconhecimento das falhas em nós mesmos já é um grande feito para que possamos perdoar nosso próximo em suas falhas, pois precisamos ser humildes a pedir o perdão pelas nossas.

terça-feira, 25 de outubro de 2011

ABERTURA DA FESTA DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS

Depois de uma peregrinação pelos distritos de Poço Branco, a imagem do Sagrado Coração de Jesus saiu em carreata do distrito de Acauã para a sede, Poço Branco, neste dia 21 de outubro de 2011, para a abertura do novenário 2011 em honra ao Sagrado Coração de Jesus. Percorrendo algumas ruas da cidade, a imagem passou em direção para a igreja onde uma multidão também esperava para o hasteamento das bandeiras do Brasil, Estado, Município e o estandarte do Coração de Jesus.
Ao som da Banda municipal de Música Adauto Lopes as bandeiras foram hasteadas.
Com a presidência do Pe. Edvaldo Alexandre, da Paróquia de Pureza, a concelebração do Pe. Francisco de Assis e o auxílio do Diác. José Belizário, a celebração da Sagrada Eucaristia marcou o início do Novenário 2011 da Festa do Sagrado Coração de Jesus em Poço Branco.

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

PRIMEIRAS NOTÍCIAS SOBRE A FESTA DO CORAÇÃO DE JESUS


Já deu-se início as reuniões de preparação para o grande evento do município de Poço Branco, a Festa do Sagrado Coração de Jesus, que este ano será de 22 a 30/10.

Já está confirmada a presença da Banda Perfume de Gardênia e suas músicas "calientes" que fazem com que se sinta o prazer de uma boa música como também a vontade de dançar.

A banda se apresentará dentro da barraca da festa com entrada franca a todos.

Será mais uma vez o encontro das famílias e amigos para prestigiarem a festa do Sagrado Coração de Jesus, curtindo uma boa música, deliciando uma deliciosa galinha assada, participando do leilão de animais e colocando os assuntos em dia, muitas vezes, revivendo momentos ímpares que já se passaram.

Preparemo-nos todos para esta grande e tradicional festa de nosso município.

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

2º FESTIVAL DE PRÊMIOS DA CAPELA SANTA TEREZINHA

A Capela Santa Terezinha estará realizando no próximo dia 01/10/11 o seu 2º Festival de Prêmios em benefício de sua manutenção. Por ocasião das festividades em honra a sua padroeira, a comunidade se reunirá para a novena e no seu encerramento, na barraca, quermesse, acontecerá o Festival de Prêmios. Os prêmios serão:


1º prêmio: 01 DVD;
2º prêmio: 01 Carneiro;
3º prêmio: 01 Celular;
4º prêmio: 01 Novilha.

Valor: R$ 3,00

O sorteio acontecerá em frente a capela.

Participe.

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

FESTA DE NOSSA SENHORA DA PIEDADE - CRAVOLÂNDIA

A comunidade de Nossa Senhora da Piedade, no distrito de Cravolândia, município de Poço Branco, estará realizando as festividades de sua padroeira de 30/08/11 a 08/09/11. Com o tema: Pela intercessão de Nossa Senhora da Piedade queremos ver Jesus, todos se reunirão na capela para o novenário. Somos convidados a participar deste momento de fé em que nos reuniremos para interceder junto à Mãe de Jesus e nossa por graças e bênçãos do Pai Eterno.
Abaixo segue a programação.

30/08 - 19h - Abertura;
31/08 - 19h - Noitários - Catequese
01/09 - 19h - Noitários -Lagoa do Serrote
02/09 - 19h - Noitários -Pousa
03/09 - 19h - Noitários -Lagoa do Juazeiro e Acauã
04/09 - 19h - Noitários - Capela Santa Terezinha
05/09 - 19h - Noitários - Santa fé
06/09 - 19h - Noitários - Comunidade do Imaculado Coração de Maria
07/09 - 19h - Noitários - Dízimo, Pascom e Crisma
08/09 - 16h - Procissão e logo após Missa de Encerramento.

terça-feira, 23 de agosto de 2011

ESPERANDO UM NOVO RECOMEÇAR

O nascer de um novo dia é o começo de um novo tempo, É uma pagina da vida que ainda esta em branco, esperando apenas o despertar do lápis para escrever uma nova história. Diariamente Deus convida-nos a mudança de vida. A grandeza do Pai espera a conversão do filho.
O Cântico dos pássaros entoa um canto sublime, a vida se faz presente e o criador não se cansa de olhar para a sua obra. O homem foi feito do barro e a mulher de uma das costelas do homem. Olho para o céu e não consigo descrever em palavras o que sinto, apenas que tenho um Deus poderoso.
O tempo passa tão rápido e tudo passa com ele, de repente nascemos e com o passar de alguns anos partimos, mistério e gloria na ciência de Deus, ciência essa que nenhum homem poderá desvendar.
Era pó e ao pó retornou para depois deixar de ser pó. Vida e morte. Mas o que será a Morte? Uma passagem para a vida eterna ou a passagem para uma morte definitiva?
O Homem possui a livre escolha. Ele escolhe a quem servir e seguir. Lembro-me de uma frase que diz assim: “ninguém pode servir a dois senhores”. (Lc, 6,24a.)
Não pensamos no fim, teimamos em acreditar que talvez isso não ocorra, porém o pouco que sei é que toda carne que vive um dia morre. Comecemos então a escrever uma nova página em nossa história de vida feita de amor, humildade, prontidão, justiça, fé, além de empregar ações na construção de uma vida reta. Logo não teremos o que temer, apenas esperar um novo recomeçar.

Josy Souza

ESPAÇO CIDADANIA

O Brasil vive sob um regime democrático de direito, aonde as pessoas possuem o direito de escolha de seus governantes. Os cidadãos maiores de 16 anos detêm o poder para eleger aqueles que administrarão a nossa cidade, estado e país.
Infelizmente, grande parte da população brasileira subjuga-se a um sistema de troca, no que diz respeito à arma mais poderosa que a sociedade tem: o voto. O que era para ser o meio pelo qual o povo gozaria de liberdade se torna, quando mal utilizado, a prisão cotidiana de uma escolha errônea.
É notório que geralmente, nas pequenas, médias e grandes cidades do Brasil, as coisas não são tão diferentes principalmente no que tange aos serviços básicos de saúde, educação, segurança, moradia e cultura.
O povo brasileiro tem direito legitimo assegurado na Constituição Federal de ter acesso com a devida qualidade aos serviços mencionados acima. Se é, pois um direito legitimo, porque então tanto descaso? Os vilões dessa história começam pelo próprio povo que aceita as convenções impostas por aqueles que detêm o poder. Lógico que para uma família que passa privações financeiras a “ajuda” do político em plena campanha acaba sendo valiosa.
Todavia se utilizarmos a consciência perceberemos que a situação dos menos favorecidos é a mesma, como se nada mudasse, nem mesmo os figurões políticos. As pessoas podem até não ter acesso a uma educação de qualidade, mas, elas tem acesso a sua própria condição. Quando estas olharem para as suas condições verão que algo esta errado.
Ao perceberem poderão mesmo, sem tanto esclarecimento, visualizar que a luta por uma sociedade mais justa e digna depende das ações que elas promovem. Simplificando o voto é o meio pelo qual o povo poderá encontrar a liberdade de ter acesso aos direitos resguardados na Constituição Federal. Um Brasil melhor depende da união de todos em prol de um mesmo objetivo, uma sociedade mais justa e menos desigual.

Josy Souza

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

NOTA AOS SEGUIDORES

Caros irmãos e irmãs no Sangue do Cordeiro,

Queremos informar que a partir desta data estão suspensas as postagens neste blog por motivo de força maior. Pedimos desculpas por esta ocorrência.

Sabemos que existe tempo pra tudo, pois, Para tudo há um tempo, para cada coisa há um momento debaixo dos céus: tempo para nascer, e tempo para morrer; tempo para plantar, e tempo para arrancar o que foi plantado; tempo para atirar pedras, e tempo para ajuntá-las; tempo para dar abraços, e tempo para apartar-se; ...tempo para calar, e tempo para falar; tempo para amar, e tempo para odiar; tempo para a guerra, e tempo para a paz. (Ecle 3, 1-2;5;7b-8.

Que a Misericórdia de Deus penetre em nossos corações.

quarta-feira, 20 de julho de 2011

O PERDÃO

"Perdoar passa pelo coração e depois pela inteligência!"

O perdão começa sempre em nosso coração. Passa depois pela nossa inteligência. É uma decisão! Depois de concebido no coração e gestado no pensamento, ele [perdão] ganha vida por uma decisão irreversível e explícita. Enquanto não perdoamos, perpetuamos a falsa ideia de que a vingança e o ódio podem ser remédios para curar nossa dor, a vingança parece ser mais justa do que o perdão. Mas é só na hora. A longo prazo suas consequências serão terríveis e cruéis.

O perdão afeta o presente e o futuro, mas não pode mexer no passado. Não adianta nada querer sonhar com o passado melhor ou diferente. O passado foi o que foi. Não há o que fazer para mudá-lo. Podemos e devemos assimilá-lo e aprender o que ele tem a nos ensinar. Mais do que isso é impossível.

A esperança por um passado melhor é uma ilusão do encardido [demônio]. Ele é o grande especialista em passado. Jesus, ao contrário, nunca fez nenhuma pergunta sobre o passado de nunhuma pessoa. Ele nunca fez uma regressão ao passado com ninguém. Nem mesmo com aqueles que tinham sérios problemas afetivos e até sexuais. Parece estranho que o Senhor não tenha realizado uma sessão de cura interior das etapas cronológicas com Maria Madalena, Maria de Betânia, a Samaritana, Zaqueu, Pedro, Tiago e João, Judas e tantos outros que, por suas atitudes, demonstraram carregar sérios problemas oriundos da infância e mesmo na gestação.

Cristo não retomava o passado porque sabia que a única coisa que podemos fazer em relação ao passado é enxergá-lo de um jeito novo e aprender com o que ele tem a nos ensinar. Mas isso se faz vivendo intensamente o presente e projetando o futuro. Jesus foi o grande mestre do perdão. Ele nos mostra que o perdão não acontece de uma hora para outra e nem pode ser uma tentativa de abafar ou simplesmente ignorar essa dor. O perdão é um processo profundo, repetido tantas vezes quantas forem necessárias no nosso íntimo. A pressa é inimiga do perdão!

O perdão nos ensina a nos relacionar, de modo maduro, com o passado. Não é um puro esquecimento dos fatos, nem sua condenação. Não é a colocação de panos quentes e muito menos a tentativa de amenizar os acontecimentos. Perdoar é ser realista o suficiente para começar a ver o passado com os olhos do presente, voltados para o futuro.

Quem não perdoa não consegue se libertar das garras, interiores e exteriores, daquele que o machucou. Mesmo que seja necessário se afastar, temporária ou definitivamente, dessa pessoa, só podemos fazê-lo num clima de perdão.
Antes de colocar para fora do nosso coração alguém que nos machucou é preciso perdoá-lo. Sem perdão, essa pessoa vai permanecer ocupando um espaço precioso de nossa vida e continuará tendo um poder terrível sobre nós.

Do livro "Gotas de cura interior".
Padre Leo, SCJ

O MILAGRE DA SOLIDARIEDADE

"Nós cristãos temos a obrigação de ser exemplo aos demais!"


Durante toda nossa vida, fazemos repetidamente muitas coisas, que misturadas à mecanização daquilo que já estamos habituados a fazer, passam despercebidas.
Do nosso lado, há uma imensidão de pessoas sedentas de um olhar de cuidado, esquecidas nos leitos de hospitais, nos asilos ou nas cadeias; todas ansiando pelo milagre da presença de alguém, mesmo que seja de um estranho por breves minutos.

Embora se compreenda a eficácia de se viver em grupos, muitas vezes, na civilização moderna o que se constata é a uma maior intimidade com o comodismo e o individualismo e a menor disponibilidade para a solidariedade. Poucas pessoas desse universo estão dispostas a ser solidárias, especialmente com os desconhecidos, e a disponibilizar em favor do outro um pouco de seu tempo.
Quase sempre a falta de atenção para com o outro é camuflada sob a desculpa da pressa, a qual, muitas vezes, nem existe. Temos a impressão de que muitas pessoas, por vezes, preferem viver a independência, fechando-se para o outro, e com a rarefação dos bons propósitos, a caridade se torna um peso em vista da renúncia a algumas horas de lazer que precisariam fazer.

Dessa forma, a bondade apenas é aplicada àquelas pessoas que, de algum modo, lhes são convenientes ou que lhes podem retribuir algum favor prestado. E a fim de evitar um contato mais fraterno com aqueles que poderiam fazer o seu dia diferente fecham as portas para qualquer possibilidade de mudança.
Numa conhecida passagem bíblica, o milagre para um paralítico aconteceu quando alguns de seus amigos resolveram descê-lo, por um buraco aberto no telhado, junto a Jesus (cf. Lucas 5, 17-20). Muitos outros milagres poderão acontecer hoje ao minimizarmos a fome, o frio, a discriminação social, a inimizade, guerras e perseguições… Quando a virtude da solidariedade se tornar mais presente em nossa vida.
Rompendo com o individualismo, que ganha a cada dia mais espaço, devemos, como cristãos, acolher as exigências de algumas regras básicas, necessárias, já estabelecidas há mais de dois mil anos por Cristo para vivermos verdadeiramente como irmãos. Assim, o milagre da vida nova vai acontecer quando decidirmos ceder ou reavaliar aquilo que fixamos como ‘meu fundamento’, ‘minha verdade’ ‘meu jeito’, etc... Dessa forma, a luz do amor, que jamais acabará, vai dissipar as sombras que ofuscam o brilho de nossas almas que clamam viver em comunhão no mesmo amor.
Nós cristãos temos, de fato, a obrigação de ser exemplo aos demais.

Um abraço

Dado Moura
contato@dadomoura.com

sábado, 16 de julho de 2011

VAMOS VIVER BEM NOSSA JUVENTUDE

A juventude é bela e cheia de encantos, entretanto é passageira como todas as coisas. Assim como uma árvore é o ser humano, nasce, cresce se reproduz e morre. Um círculo representaria bem a dinâmica da vida, pois este gira em várias direções e caminhos.

“Alegra-te, pois, ó jovem, na tua adolescência, e teu coração esteja no bem durante tua juventude; anda nos caminhos do teu coração e segundo o que veem teus olhos, fica sabendo, porém, que todas essas coisas Deus te chamará a julgamento”. (Eclesiastes 11,9).

Quando jovem sonhamos muito, idealizamos coisas e acreditamos que poderemos realizá-las. São muitos os projetos que traçamos para nossa vida, todavia de nada valem se não temos um arquiteto ao nosso lado para nos orientar. “Ao ser humano cabem os projetos, mas a resposta pertence ao Senhor, aos olhos humanos são limpos todos os caminhos, mas é o Senhor quem avalia os espíritos. Revela ao Senhor tuas tarefas e teus projetos se realizarão”. (Provérbios 16,1-3).

Deus criou o mundo e todas as coisas, é, pois, ele o arquiteto de tudo, se confiamos e cremos nele, nossa vida será bem vivida e os nossos projetos bem estabelecidos, pois, Deus é o começo e o fim. Ao passo da juventude também esta a impaciência, queremos tudo ao nosso tempo, felizmente não é como desejamos, mas sim como Deus quer.

“Espera no Senhor, sê forte, firma-se teu coração e espera no Senhor”. (Salmos 27, 14). Não sabemos quanto tempo de vida ainda temos, mas o que temos poderá ser bem vivido, deixemo-nos envolver pelo amor de Deus e a nossa juventude será bem aproveitada.

Josy Souza

segunda-feira, 11 de julho de 2011

ENCONTRÃO DO DÍZIMO EM CAIÇARA DO NORTE

As paróquias que compõem o VII Zonal encontraram-se em Caiaçara do Norte, pertencente a paróquia de Santo Antão Abade, em São Bento do Norte, para um encontrão arquidiocesano da Pastoral do Dízimo neste último dia 10 de julho. Após uma celebração do envio presdidida pelo Pároco de São Bento do Norte, o Pe. Adriano, todos saíram em missão visitando as casas e levando a Palavra de Deus, abençoando, aspergindo com água benta e fazendo orações naqueles residências que abriram suas portas para receberem os missionários e misssionárias.

Os missionários nas residências e um carro de som anunciando o evento convidaram a população para se encontarem às 15h na Igreja de São Pedro para a Santa Missa encerrando o dia de missão com chave de ouro. A Santa Missa foi presidida pelo Assessor Eclesiástico do VII Zonal, Pe. Edvan Araújo de Lucena e concelebrada pelo Pe. Adriano, Pároco da Paróquia de Santo Antão Abade, de São Bento do Norte. Tendo a animação litúrgica do Grupo Nova Semente, da comunidade do Sagrado Coração de Jesus, de Poço Branco. Enfatizando a grande importância daquele dia de missão no domingo em que a mensagem do Evangelho era sobre o Semeador, o Pe. Edvan mostrou a todos que devemos ser solo fértil a receber a semente da palavra de Deus e deixar que se possa ter frutos cem por um.

Em um momento de partilha das experiências vividas naquele dia de missão, todos contaram um pouco do que aprenderam com cada pessoa que encontraram nas residências visitadas.



"É MISSÃO DE TODOS NÓS. DEUS CHAMA E QUER OUVIR A NOSSA VOZ".

FESTA DO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA - CONJUNTO NOVOS TEMPOS


Neste dia 02 de julho a comunidade do Imaculado Coração de Maria, no Conjunto Novos Tempos, se reuniu para festejar sua padroeira e inaugurar a capela erguida em sua homenagem.

Ainda em fase de construção, o templo abrigou o povo fiel que compareceu para agradecer a Deus por ter dado à humanidade esta mãe terna e amável.

Com o encontro dos dois Corações, de Jesus e de Maria, a missa presidida pelo Pe. Assis trouxe o povo para um momento de reflexão sobre sua missão de anunciar o Reino de Deus a todos.

Na ocasião, o padre enfatizou sobre o compromisso de todos na construção e manutenção do templo.

Logo após a missa todos se reuniram em frente a igreja para uma quermesse em prol dos andamentos da construção da capela.

DIA DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS


Na sexta-feira depois da oitava da festa do Corpo de Deus, a Igreja celebra a festa do Sagrado Coração de Jesus. De acordo com os desejos de Nosso Senhor, manifestados a Santa Margarida Maria Alacoque, deve ser dia de reparação, pela ingratidão, frieza, desprezo e sacrilégios que muitas vezes sofreu na Eucaristia, por parte de maus cristãos, e às vezes até por parte de pessoas que se presumem piedosas. Em todas as igrejas se fazem neste dia, solenes atos coletivos de reparação. Para estimular os cristãos e retribuir com amor tantas e tão grandes provas de amor do divino Coração de Jesus, dedicou à sua veneração, não só a primeira sexta-feira de cada mês, mas também um mês inteiro, o mês de junho.
No dia 16 de junho de 1675, durante uma exposição do Santíssimo Sacramento, Nosso Senhor apareceu a Santa Margarida Maria Alcoque e, descobrindo seu Coração, disse-lhe: “Eis o coração que tanto tem amado aos homens e em recompensa não recebe, da maior parte deles, senão ingratidões pelas irreverências e sacrilégios, friezas e desprezos que tem por Mim neste Sacramento de Amor”.




Em Poço Branco, a festa do seu padroeiro, o Sagrado Coração de Jesus, se dá na última semana de outubro e já é uma tradição de muitos anos. Pois, na antiga Poço Branco Velho, havia o problema da enchente do rio Ceará-Mirim e o tempo da colheita.

Este ano de 2011, o Administrador da Paróquia Nossa Senhora do Livramento, Pe. Assis, resolveu realizar momentos celebrativos em honra ao Sagrado Coração de Jesus no seu próprio dia, neste ano 02 de julho, não tirando a festa de outubro.

Assim sendo, a comunidade participou dos vários momentos em honra ao seu padroeiro.

Desde as 04h da manhã o povo já estava de pé para participar de uma caminhada penitencial pelas ruas da cidade. De volta à igreja, participaram da adoração ao Santíssimo Sacramento e encerrando este momento com um café da manhã comunitário em frente da igreja.

Ao meio-dia, houve o pipocaço do Coração de Jesus, todos em suas residências, ao mesmo tempo, soltavam uma pistola de doze tiros. Logo após, todos se reuniram na igreja para o Ofício da Imaculada Conceição. À tarde, o Pe. Assis ouviu confissões dos fiéis. Às 17:30 a celebração da Santa Missa encerrando com procissão pelas ruas da cidade levando a imagem do Sagrado Coração de Jesus até o Conjunto Novos Tempos para o encerramento da festa da Imaculada Conceição no dia seguinte.

domingo, 10 de julho de 2011

PEDIDO DE DESCULPAS

Pedimos desculpas aos nossos seguidores pelo grande espeço de tempo que aconteceu em não postamos eventos. Infelizmente tivemos alguns problemas técnicos que impossibilitaram-nos de postarmos, mas já estamos voltando. Agradecemos a compreensão e pedimos que continuem acessando nosso blog e mandando sugestões para podermos melhorar.
Fiquem todos com as bênçãos do Sagrado Coração de Jesus e de Nossa Senhora do Livramento.

SOLENIDADE DE CORPUS CHRISTI

No ano de 1263 um padre da Boemia, Alemanha, que tinha dúvidas sobre a verdade da transubstanciação presenciou um milagre. Durante uma viagem que fazia da cidade de Praga a Roma, ao celebrar a Santa Missa na tumba de Santa Cristina na cidade de Bolsena, Itália, no momento da consagração viu escorrer sangue da Hóstia Consagrada banhando o corporal e os linhos litúrgicos. O sacerdote impressionado com o que viu, correu até a cidade de Orvieto, onde morava o Papa Urbano IV, que mandou a Bolsena o Bispo Giacomo para ter a certeza do ocorrido e levar até ele o linho ensangüentado.

O Pontífice foi de encontro ao Bispo até a ponte do Rio Claro, hoje atual Ponte do Sol, que levava para Orvieto o linho manchado do Sangue de Cristo, e mostrou a população da cidade.

No dia 11 de agosto de 1264 proclamou a bula “Transiturus”, que instituía para todo o cristianismo a Festa de Corpus Christi, em resposta aos Patarinis que negavam o Sacramento da Eucaristia. Algumas semanas antes de pronunciar este importante ato, no dia 19 de julho, o Papa junto com alguns cardeais e uma multidão de fiéis, fizeram uma solene procissão pelas ruas da cidade com o corporal manchado com o Sangue de Cristo, esta foi a primeira procissão da festa de Corpus Christi.

blog.cancaonova.com

No dia 23 de junho, a comunidade do Sagrado Coração de Jesus se reuniu para a solenidade de Corpus Christi em Poço Branco. Após a missa, o povo percorreu algumas ruas da cidade em procissão com o Corpo de Deus.

ENCONTRO EM CONTADOR

A Pastoral da Comunicação, juntamente com a Pastoral do Dízimo, realizaram uma tarde de missão na comunidade de Nossa Senhora da Piedade, no distrito do Contador no dia 18 de junho do corrente ano. Enquanto os agentes da Pastoral do Dízimo realizaram visitas nas residências, a PASCOM encontrou-se com algumas pessoas da comunidade e alunos do Crisma explicando a importância da PASCOM na Paróquia e convidando aqueles que desejassem participar desta pastoral tão importante no processo de evangelização e missão.
Ao término do encontro foi realizada uma celebração da palavra fechando este momento de fé com a participação da comunidade que compareceu à capela.

quarta-feira, 1 de junho de 2011

ENCERRAMENTO DO MÊS DE MAIO E COROAÇÃO DE NOSSA SENHORA

Maria é para nós cristãos católicos o grande ícone de fé, confiança, doação e serviço. Ao dizer "sim", quando o Anjo Gabriel lhe anunciou que por ela nasceria a salvação do mundo, Maria demonstrou sua condição de serva do Pai. Aquela que contribuia de corpo e alma para que o plano de salvação podesse chegar a todos os povos.

O ato de celebrar a festa de coroação de Nossa Senhora não é apenas uma tradição de uma comunidade, mas, lembrar que Maria é rainha do céu e da terra. Mãe e Rainha de toda a humanidade, mesmo para aqueles que ainda teimam em difamá-la com vários tipos de palavras e ações que bradam o céu.

A comunidade do Sagrado Coração de Jesus não poderia deixar esse momento passar em branco. Como acontece todos os anos todos se reúnem para a realização de uma linda festa em homenagem a Nossa Senhora.

Neste último dia 31 de maio, a partir das 18h, todos foram convidados para se reunirem em frente a Capela de Santa Terezinha, na rua 15 de novembro onde, após a oração do Santo Terço, saíram em uma linda carreata em direção a Igreja do Sagrado Coração de Jesus. Lá, participaram da celebração de encerramento do mês de maio e coroação de Nossa Senhora, presidida pelo Diácono Permamente, José Belizário. Os fiéis lotaram a igreja numa demonstração de fé e devoção.

Após a celebração, o Diácono realizou a bênção dos veículos e todos foram convidados a se dirigirem ao ginásio de esportes para prestigiarem a 6ª Seresta da Família, evento que relembra Poço Branco velho, onde todos se reuniam numa espécie de quermesse no final de maio, após a coroação de Maria e participavam de brincadeiras e animações.

A animação ficou por conta de Vandinho dos Teclados e Dedé Silva, este que sempre dá sua contribuição fazendo doação de seu cachê para o Coração de Jesus.

A comunidade sempre está presente com doações de brindes e alimentos a serem vendidos e/ou leiloados no momento da seresta.

Com a ajuda daqueles que se doam ao serviço, mais uma vez tivemos este momento gratificante em nossa comunidade onde podemos sentir a força da fraternidade do Povo de Deus unido sem distinção de raça, cor, credo, posição social ou política.



domingo, 29 de maio de 2011

CONVITE

A Arquidiocese de Natal, através da Pastoral da Comunicação, tem a alegria de lhe convidar para participar da "Missa da Comunicação", dia 11 de junho, às 8 horas da manhã, na Catedral Metropolitana de Natal, localizada no centro da capital. A celebração, presidida pelo Arcebispo de Natal, Dom Matias Patrício de Macêdo, será em comemoração ao Dia Mundial das Comunicações Sociais, cujo tema escolhido pelo Papa Bento XVI é "Verdade, anúncio e autenticidade de vida na era digital".
Ficaremos felizes com a sua presença na "Missa da Comunicação".

Coordenação da Pastoral da Comunicação
Arquidiocese de Natal

quinta-feira, 19 de maio de 2011

ENCERRAMENTO DO MÊS MARIANO, COROAÇÃO DE NOSSA SENHORA E 6ª SERESTA DA FAMÍLIA

Neste dia 31 de maio, a comunidade do Sagrado Coração de Jesus, em Poço Branco, mais uma vez se reunirá para a tradicional celebração de Encerramento do mês Mariano e Coroação de Nossa Senhora. Todos os devotos da Mãe Santíssima, que passaram os 30 dias do mês de maio em oração do Santo Terço, se reúnem para louvar a Deus por nos ter dado uma mãe tão amorosa e terna.

Maria, aquela que disse sim ao plano de salvação do Pai. Primeiro Sacrário Vivo de Jesus, seu Filho muito amado.

A partir das 18h, haverá uma concentração, na Capela Santa Terezinha, situada na rua 15 de novembro, para após a reza do Santo terço sair todos numa linda carreata pelas ruas da cidade em direção a Igreja do Sagrado Coração de Jesus, onde acontecerá a celebração e coroação.

Coroação de 2010

Após a celebração, todos se dirigirão para o Ginásio de Esportes de Poço Branco, ao lado da igreja, para a VI SERESTA DA FAMÍLIA, evento que já se tornou tradição em nossa comunidade, onde as famílias se reúnem para se confraternizarem ao som de uma deliciosa seresta.

V SERESTA DA FAMÍLIA - 2010

domingo, 1 de maio de 2011

POR QUE EXISTE A FESTA DA MISERICÓRDIA?

Foi Jesus Misericordioso mesmo quem a instituiu! Sta. Faustina conta em seu Diário. Em 1931, Jesus lhe disse: " Eu desejo que haja a Festa da Misericórdia. Quero que essa Imagem, que pintarás com o pincel, seja benta solenemente no primeiro domingo depois da Páscoa, e este domingo deve ser a Festa da Misericórdia."
Não é maravilhoso?
Agora vamos rezar juntos? Clique no
blog.cancaonova.com/ricardosa

Fonte: http://www.cancaonova.com/cnova/ministerio/temp/mensagem.php

PAPA CONVIDA FIÉIS BRASILEIROS A "ESCANCARAR AS PORTAS A CRISTO"

Ao final da Missa de Beatificação de João Paulo II, neste domingo, 1º, o Papa Bento XVI o recitou a oração do Regina Coeli, que tradicionalmente substitui o Angelus durante do Tempo Pascal.

Antes da oração, o Santo Padre saudou os peregrinos reunidos na Praça São Pedro, no Vaticano, em vários idiomas. Em língua portuguesa, Bento XVI cumprimentou as autoridades religiosas e os numerosos fiéis que foram a Roma para a beatificação de João Paulo II.

E a todos, o Papa desejou "a abundância dos dons do Céu por intercessão do novo Beato".

Leia a saudação na íntegra

"Dirijo uma cordial saudação aos peregrinos de língua portuguesa, de modo especial aos Cardeais, Bispos, sacerdotes, religiosos e religiosas, e numerosos fiéis, bem como às Delegações oficiais dos países lusófonos vindos para a beatificação do Papa João Paulo II.

A todos desejo a abundância dos dons do Céu por intercessão do novo Beato, cujo testemunho deve continuar a ressoar nos vossos corações e nos vossos lábios, repetindo como ele no início do seu pontificado: 'Não tenhais medo! Abri as portas, melhor, escancarai as portas a Cristo!' Assim Deus vos abençoe!"

BEATO JOÃO PAULO II - BEM AVENTURADO O PEREGRINO DE DEUS

No dia 2 de abril de 2005, véspera do 2º Domingo da Páscoa, o “Domingo da Divina Misericórdia”, o Papa João Paulo II, homem de Deus e da Igreja, homem simples do povo, entregou sua alma a Deus, após muitos sofrimentos físicos e depois de quase 27 anos à frente da Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo.
O lema que o Cardeal Woytila, de Cracóvia na Polônia, tinha escolhido era composto de duas palavras “totus tuus”, início de um hino de louvor e súplica a Santíssima Virgem Maria, a quem o Papa dedicara sua vida e a consagrou.
Todo teu sou, ó Maria! Assim ele viveu e, quando sofreu o atentado que quase o matou na Praça São Pedro, era 13 de maio, dia de Nossa Senhora de Fátima, a quem o Pontífice atribuiu “a mão que desviou o projétil” para que ele não morresse.
Quantos trabalhos e viagens pelo mundo! O Papa João Paulo II foi chamado “o Peregrino de Deus, o Peregrino da Paz”. A muitíssimos países, povos e nações visitou e a todos fazia ecoar as suas primeiras palavras na homilia do início do seu pontificado em outubro de 1978: “Abri as portas para o Senhor!”. E ele ainda reforçava: “Abri as portas, ou melhor, escancarai as portas para o Senhor. Não tenhais medo de Jesus Cristo”.
João Paulo II, na sua primeira visita ao Brasil, foi recebido com o canto: “A bênção, João de Deus, nosso povo te abraça. Tu vens em missão de paz. Sê bem-vindo e abençoa este povo que te ama. A bênção João de Deus”. E a cada vez que grupos de peregrinos ou mesmo nós, Bispos do Brasil, em Roma, cantávamos este refrão, João Paulo II parava e dirigia um sorriso ou um gesto carinhoso para aquele grupo no meio de tantos outros que o saudavam.
No ano de 2000, o ano do Grande Jubileu e do Perdão, ele convidou a todos para entrarem no terceiro milênio da encarnação e nascimento de Jesus Cristo, com festas e solenidades, mas sem deixarem de lembrar o perdão, a reconciliação com Deus e com os irmãos. Ele mesmo foi ao encontro dos judeus e colocou no muro do templo em Jerusalém o pedido de perdão e reconciliação de toda a Igreja. Convidou as religiões e igrejas cristãs ao encontro da paz e devoção em Assis, pondo em prática os documentos do Concílio Vaticano II, do qual era fiel sustentáculo e incentivador. Durante seu pontificado convidava a todos a buscar e a viver a santidade.
João Paulo II foi o homem da paz ao proclamar contra os que diziam que faziam a guerra em nome de Deus. Ele dizia “Guerra nunca mais! Eu o proclamo em nome da humanidade”. O único que poderia falar em nome de Deus não usurpou este direito e preferiu falar em nome das pessoas e dos pequeninos: “Guerras nunca mais”.
No dia do seu sepultamento, juntou-se em Roma uma multidão de mais de quatro milhões de pessoas vindas de todas as partes do mundo. Era bela e inusitada a afluência de tantos jovens no enterro do velho Papa.
Na frente da Basílica de São Pedro, junto ao corpo de João Paulo II, os Bispos, Sacerdotes, Religiosos e quantas autoridades de tantos países. Ele, ainda na sua morte, trouxe para junto de si governantes ou representantes de países que estavam em conflitos. O Sumo Pontífice morto ainda falava e ensinava a paz.
O povo aclamava “Santo Súbito”, isto é, que ele seja declarado Santo já, agora. Santo Imediatamente.
O cardeal que presidiu no dia 8 de abril de 2005 a Missa Solene de Exéquias, Joseph Ratzinger, foi eleito o sucessor de João Paulo II com o nome de Bento XVI, e será ele que ouviu a aclamação do povo: “Santo Súbito”, que neste domingo da Divina Misericórdia, 1º de maio de 2011, Dia do Trabalhador, proclamará Bem-aventurado o Bispo da Santa Igreja, o Papa João Paulo II.
E nós, felizes e sinceros, na verdade da nossa fé, faremos ecoar por todo o mundo: Bem-aventurado João Paulo II.

Rogai por nós.

Amém! Aleluia!

Dom Bruno Gamberini
Arcebispo Metropolitano de Campinas - SP
(Fonte: http://www.cancaonova.com.br)

segunda-feira, 18 de abril de 2011

CRONOGRAMA DE ADORAÇÃO AO SS. QUINTA E SEXTA

Quinta

* 19h às 20h – Setores missionários e Grupo de Cânticos Filhos de Maria;
* 20h às 21h – Catequese;
* 21h às 22h – Terço dos Homens;
* 22h às 23h – Grupo de Cânticos Sagrado Coração de Jesus;
* 23h às 24h – Apostolado da Oração.

SEXTA

* 07h às 08h – Ministros da Eucaristia;
* 08h às 09h – Grupo de Cânticos Santa Terezinha;
* 09h às 10h – Pascom e Grupo de Cânticos Nova Semente;
* 10h às 11h – Dízimo;
* 11h às 12h – Apostolado da Mãe Rainha;
* 12h às 13h – Escoteiros;
* 13h às 14h – Legião de Maria;
* 14h às 15h – Comunidade em Geral.

DOMINGO DE RAMOS

Um grande número de fiéis reuniram-se na parada central, na entrada da cidade de Poço Branco para participarem da procissão de ramos. Com o rito inicial da celebração, o Pe. Assis fez abertura e a bênção dos ramos.

Logo após, todos se dirigiram com cânticos para a igreja do Sagrado Coração de Jesus, onde se deu o prosseguimento da Santa Missa. Com a igreja lotada, todos participaram atentamente da Santa Missa que dá início as celebrações da Semana Santa.

Bênção dos Ramos

Procissão

Igreja Lotada

Homilia

Pe. ASSIS REÚNE FIÉIS E AGENTES DE PASTORAIS

O Pe. Assis reuniu, nesta sexta-feira 15/04, fiéis e agentes de pastorais das comunidades de Taipu e Poço Branco para uma explanação sobre a Semana Santa e a conduta real que todo cristão católico deve ter. Com uma catequese apurada e de maneira acessível, o Pe. Assis falou a todos sobre a verdadeira importância da vivência das celebrações da Semana Santa e o grande valor que se tem para nós cristãos. Mostrou a todos o sentido de cada celebração, desde o Domingo de Ramos até o Domingo da Ressurreição.

Ele enfatizou cada momento e exortou a todos a cerca da participação no Tríduo Pascal, quinta, sexta e sábado, em preparação para a Páscoa do Senhor. Lembrou que, infelizmente, muitos católicos apenas vão à igreja em tempos de festas e que não entendem o valor real da Santa Missa, onde, a cada missa celebrada, se memoriza a vida, paixão e morte de Jesus.

Um fato importante lembrado, é a entrada de Jesus em Jerusalém, mostrada no Domingo de Ramos, onde os filhos dos Hebreus receberam Jesus com ramos de palmeira aclamando-o: "Hosana ao filho de Davi". Este mesmo povo foi até o palácio de Pilatos e gritaram: "crucifica-o!, "solte Barrabás".

Hoje, continuamos a condenar Jesus com nossas ações egoístas e mesquinhas, quando não amamos nossos irmãos, deixamos de ir à missa e damos toda espécie de desculpas para não se achegar ao Senhor. Continuamos a crucificar Jesus e machucando seu Coração Sagrado que se doou pela nossa salvação.

Que o Sangue de Cristo derramado na cruz possa nos tocar e assim, entendermos o grande valor de sua doação por cada um de nós que fomos resgatados por sua morte e ressurreição. Ele que, pessoalmente, se fez alimento de vida eterna pra nós.

Pe. Assis

Povo atento

ENCERRAMENTO DA CF 2011 EM POÇO BRANCO

Os três setores missionários, Sagrado Coração de Jesus, Santa Terezinha e Imaculado Coração de Maria, se reuniram nesta sexta-feira, 15/04 à noite, na capela Santa Terezinha para, com uma celebração, realizarem o encerramento da Campanha da Fraternidade 2011.

Aproveitando o dia da realização do Terço dos Homens, todos se reuniram para louvarem ao Senhor agradecendo por mais um trabalho cumprido em prol do Reino.

Os homens fizeram a primeira parte com o Santo Terço e logo após a Ir. Lucimar presidiu a celebração da Palavra.

Após a celebração houve uma confraternização onde todos trouxeram alguns alimentos para serem partilhados entre si. Um verdadeiro Ágape.

Grupo do Terço dos Homens

Comunidade participante

Partilha

quinta-feira, 14 de abril de 2011

HORÁRIOS DE CONFISSÕES EM POÇO BRANCO

Em Poço Branco, o Pe. Assis realizará confissões para atender os fiéis em preparação para a grande festa cristã: a Páscoa do Senhor. As confissões serão na Igreja do Sagrado Coração de Jesus.
QUARTA Pela manhã, das 08h às 11h À noite: 19h às 21h SEXTA À noite: 19h às 21h

SEMANA SANTA

A Semana Santa de 2011 está chegando e o Pe. Francisco de Assis reunirá, nesta sexta-feira, 15 de abril, às 19:30h, as comunidades de Taipu e Poço Branco para um momento de "tira dúvidas" à respeito das celebrações do Tríduo Pascal (quinta, sexta e sábado) e Domingo da Ressurreição e o significado de cada momento.

O Pe. Assis trará um ônibus com o pessoal das pastorais de Taipu para Poço Branco onde, na Igreja do Sagrado Coração de Jesus, realizará este encontrão com o povo de Deus para que todos possam viver este momento tão sublime.

quinta-feira, 7 de abril de 2011

SÃO MARCOS - EVANGELISTA

Apóstolo de Cristo de origem pouco conhecida, autor do segundo dos evangelhos sinóticos, os outros são os Mateus e Lucas, e considerado fundador da igreja do Egito e, também, fundador da cidade italiana de Veneza. Seu nome aparece nas epístolas de São Paulo, que se refere a ele como um de seus colaboradores que enviavam saudações de Roma. A principal fonte de informações sobre sua vida está no livro Atos dos Apóstolos. Filho de Maria de Jerusalém e primo de Barnabé, já se havia convertido ao cristianismo quando Paulo e Barnabé chegaram a Jerusalém (44) trazendo os auxílios da Igreja de Antioquia (At 11,30). Acompanhou Barnabé e Paulo a Antióquia (12,25), na hoje Turquia, onde atuou como auxiliar de Paulo, mas voltou à Jerusalém quando chegaram a Perge, na Panfília. Depois ele e Barnabé teriam embarcado para à ilha de Chipre (13,4-5), na sua primeira viagem apostólica, porém o apóstolo não voltou a ser mencionado nos Atos. De Chipre passou a evangelizar a Ásia Menor e, em decorrência de alguns conflitos, separou-se de Paulo e Barnabé em Perge (Panfília) e voltou para Jerusalém (13,13). Voltou a Chipre (50) acompanhado apenas de Barnabé (15,39) e depois foi para Roma como colaborador de Paulo, prisioneiro naquela cidade (Cl 4,10; Fm 24). É possível que tenha deixado Roma antes da perseguição de Nero (64), pois depois (67) o apóstolo de Tarso, prisioneiro pela segunda vez, escrevia a Timóteo pedindo-lhe que levasse consigo, de Éfeso para Roma, o seu discípulo e colaborador, já que este lhe era muito útil em seu ministério (2Tm 4,11). Em Roma, também entrou em contato com Pedro, pois este, dirigindo-se aos fiéis do Ponto, da Galácia, Capadócia, Ásia e Bitínia, saúda-as em nome do evangelista, a quem afetuosamente chama de filho (1Pd 5,13). Provavelmente escreveu em Roma o Evangelho (50-70) que traz o seu nome e que compila e reproduz a catequese de Pedro. Seu Evangelho destinou-se aos cristãos provenientes do paganismo e tem um estilo simples e vigoroso e com seus 661 versículos, é o Evangelho menos extenso. No século II, o bispo Pápias de Hierápolis, Anatólia, afirmou que ele teria sido intérprete de São Pedro. Embora sejam parcas as informações sobre o evangélico, é indiscutível sua importante participação nos primeiros tempos da igreja cristã. Na Itália seu nome está ligado à cidade de Veneza, para onde mercadores venezianos provenientes de Alexandria, transportaram o que diziam ser as suas relíquias (828). Seu símbolo como evangelista é o leão e a Igreja Católica festeja seu dia em 25 de abril, data em que o evangelista teria sido martirizado.

domingo, 3 de abril de 2011

POSSE DO NOVO ADMINISTRADOR DA PARÓQUIA NOSSA SENHORA DO LIVRAMENTO


No dia 23 de março, a Paróquia Nossa Senhora recebeu seu novo administrador, o Pe. Francisco de Assis da Silva, em solenidade presidida pelo Sr. Arcebispo de Natal, Dom Matias Patrício de Macêdo, onde também estiveram presentes vários sacerdotes da Arquidiocese de Natal e da Paraíba. O Pe. Assis chega com o desafio de dinamizar o trabalho pastroral e administrativo da Paróquia. Para os dois municípios que compõem a Paróquia, Taipu e Poço Branco, o Pe. Assis traz em sua bagagem a experiência de trabalhos realizados em outras paróquias e muitos estudos obtidos em seu tempo sacerdotal. Alguém dinâmico que quer que o povo participe mais ativamente da vida paroquial. Abaixo, segue o seu dircusso de posse. . Exm°. Sr. Arcebispo Dom Matias Patrício de Macedo; . Exm°. Sr. Prefeito Municipal de Taipu, Sebastião (Bastinho); . Revm°s. irmãos no presbitério; . Meus irmãos e irmãs paraibanos, natalensens; . Minha família; . Queridos paroquianos e paroquianas; Ao mesmo tempo em que invoco a proteção da Santíssima Virgem em sua invocação de Nossa Senhora do Livramento, Patrona desta Paróquia, para mim e para todos os queridos paroquianos, desejo que todos aqui presentes sejam também contemplados por esta mesma bênção, enquanto e por enquanto tudo se ensaia, tudo se planeja, tudo se inicia. Nossa Senhora, cada vez mais amiga e mais solícita, velará especialmente por nós, não só nesta hora, mas por todo o sempre. Quando é a alma que rala, as almas são atingidas. Quando é Deus quem rala, quem pode resistir? Oxalá possa Deus falar ao meu, aos nossos corações. Como não receber, com espírito de fé, esperança, caridade plena e alegria, a determinação fraterna da minha Igreja, através do meu Pastor D. Matias, a determinação para que eu viesse, como irmão, e na caridade, pastorear este rebanho? Trata-se da Ação Divina. Com a providência não discuto. Aceito de coração aberto, a preferência divina. Deus quis precisar de mim. Eu não me pertenço: eu sou uma arma secreta da Igreja de que Deus quis precisar de mim, apesar dos enormes limites, para ajudar acordar as mentalidades e acalentar os corações. Aqui faço questão de salientar um sentimento: Nenhum medo. O Senhor está presente. Longe de qualquer sentimento esnobista, estou de fato me sentindo como se estivesse assumindo a minha primeira Paróquia, lá pela Paraíba, mas concretamente, na Serra de Araruna. Digo mais: Um tempo novo começou na minha vida. Pedir a proteção de Deus é preciso. Que nem as dificuldades me abatam, nem os sucessos me façam tontear. Preciso de visão larga, sintonização perfeita, sentido construtivo, profundo amor à Igreja... Intenção exclusiva: ajudar a todos os meus irmãos na fé. Fiz-me apóstolo desta ideia. Em síntese: viver, com a graça divina, o ideal de vida. Mergulhar pensamentos, palavras e obras na fë, na esperança e na caridade. Deus me proteja de maneira encantadora. Assim sendo, há tranquilidade interior. Paz! Claro, que não estarei ausente de sustos e aflições, mas também de alegria e esperança. Tenho pensamento de paz, não de medo, muito menos de aflição. Tranqüiliza-me sentir que, com a graça divina, vivo, cada vez mais, a vontade divina. Mais precisamos cultivar a humildade: Os tempos passam. Podemos amadurecer com eles. Dentro da dinâmica da vida, a partir dos avanços e recuos, do que é certo ou menos certo. Coloco-me, pois, em ângulo muito diverso de alguns que me levaram pela contra mão. Não é presunção de minha parte. Deus sabe que não o é. Longe de mim do desejo imoderado de atrair admiração. Parece-me de enorme beleza a coragem de rever posições, de reconhecer atitudes não muito acertadas, de assumir posição mais humana, mais caridosa e mais cristã, própria de um irmão, que recebe da Igreja a missão de confirmar os irmãos na fé, de comum acordo com a Graça do Filho, o Amor do Pai e a Comunhão do Espírito Santo. Deus vai ajudar-me a fazer o mais sereno, o mais cristão, o mais maduro. Peço misericórdia e paz. Claro que quem pede misericórdia é obrigado a aplicar misericórdia; quem pede paz, deve transformar-se em mensagem de paz. É claro que a responsabilidade é grande. Que Deus me inspire! Que Deus me ilumine! Que cada gesto, cada palavra, cada silêncio seja adequado à vontade divina. Não me recriminem pelo que vou dizer. Espero ser compreendido. Nesses próximos dias passados, em contato com alguns irmãos e irmãs, tenho conseguido ler na fisionomia das pessoas, em relação ao novo irmão que acabar de chegar a esta Comunidade paroquial, a exigência de autenticidade; crêem que é preciso gestos humildes, mas concretos; querem mais limpidez nas relações humanas e ardor no anúncio do Evangelho; é o que Taipu e Poço Branco esperam, sem sombra de dúvida, e de modo especial. Como fazer? O fundamental não é chegar a ações extraordinárias, mas a fazer, de modo extraordinário, o ordinário... O desejo de trabalhar é incomensurável: Sozinho, nunca. Jamais. Arrancada ou se faz em equipe, em regime de ajuda fraterna, de apoio mútuo, ou não se faz. Está no caminho certo o poeta e cantor quando diz: "Sonho que se sonha só é pura ilusão". Sonhemos de coração a coração! De mãos dadas! Sintonizados e banhados pela força do Espírito de comunhão com as Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil, Aparecida e o Projeto Pastoral de Evangelização da Arquidiocese de Natal, iluminados pela graça da Trindade Santa em nome de quem iniciamos toda a prece e de quem recebemos toda a inspiração, esperamos e confiamos que esta Comunidade paroquial viva uma forte comoção e experimente a alegria de ser discípula missionária, para que nossos irmãos e irmãs em Cristo tenham Vida. Como não recordar aqui as palavras do inesquecível timoneiro da paz, João Paulo II, de saudosa memória? Na sua Carta Apostólica Novo MiUennio Ineunte, o Papa nos chama a atenção, dizendo "que as palavras que um dia Jesus, depois de ter alado às multidões da barca de Simão, convidou o 'Apóstolo a avançar para águas mais profundas' e a lançar as redes para a pesca: "Duc in altum" (Lc 5,4). Pedro e os primeiros companheiros confiaram na palavra de Cristo e lançaram as redes. 'Assim fizeram e apanharam uma grande quantidade de peixe' (Lc 5,6). Duc in altum! Estas palavras ressoam hoje aos nossos ouvidos, convidando-nos a lembrar com gratidão o passado, a viver com paixão o presente e a abrir-nos com confiança ao futuro: "Jesus Cristo é o mesmo, ontem, hoje e sempre" (Heb 13,8). Agora é hora de me perguntar a num mesmo? Qual a razão de ser de minha presença por estas terras? Assim enuncia o objetivo geral das Atuais Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil (2008-2010): "Evangelizar, a partir do encontro com Jesus Cristo, como discípulos missionários, à luz da evangélica opção preferencial pêlos pobres, promovendo a dignidade da pessoa, renovando a comunidade, participando da construção de uma sociedade justa e solidária, "para que todos tenham Vida e a tenham em abundância" (Jo 10,10). "Só uma Igreja missionária e evangelizadora experimenta a fecundidade e a alegria de quem realmente realiza sua vocação. Assumir permanentemente a missão evangelizadora é, para todas as comunidades e para cada cristão, a condição fundamental para preservar e reviver o clima pascal de alegria no Espírito, que animou a Igreja em seu nascimento e a sustentou em todos os grandes momentos de sua história. Por isso, o apóstolo Paulo podia afirmar e confirmar com vigor: "Anunciar o Evangelho não é título de glória para mim. É, antes, uma necessidade que se me impõe. Ai de mim se eu não evangelizar" (cf. l Cor 9,16). Deus tem ajudado à Igreja que está em Natal, inspirando os seus pastores., e, de maneira bastante generosa, nesses últimos tempos, ao nosso Pastor Dom Matias, na condução da Igreja ser aberta, arejada, corajosa e definida no seu Projeto Arquidiocesano de Evangelização. Basta vermos o Objetivo Geral dos Programas 2009-2011: "Propor o desenvolvimento de ações missionárias, de formação e de setorização para proporcionar a renovação das comunidades, seguindo os passos do Documento de Aparecida, atendendo às dimensões da pessoa, da comunidade e da sociedade". Pois bem, como não dar relevo a tudo isso, sobretudo, quando escutamos os nossos pastores, os bispos falando na V Conferência Latina Americana e do Caribe, em Aparecida, ao afirmarem que "a grande tarefa de proteger e aumentar a fé do povo de Deus e recordar também aos fiéis deste Continente que, em virtude de seu Batismo, são chamados a ser discípulos missionários de Jesus Cristo" (n. 10)? "A Igreja é chamada a repensar profundamente e a relançar com fidelidade e audácia sua missão nas novas circunstâncias latino-americanas e mundiais... Trata-se de confirmar, renovar e revitalizar a novidade do Evangelho arraigada em nossa história, a partir de um encontro pessoal e comunitário com Jesus Cristo, que desperte discípulos e missionários... (n. 11). "A todos nos toca recomeçar a partir de Cristo, reconhecendo que 'não se começa a ser cristão por uma decisão ética ou uma grande ideia, mas pelo encontro com um acontecimento, com uma Pessoa, que dá um novo horizonte à vida e, com isso, uma orientação decisiva" (12). "Conhecer Jesus Cristo pela fé é nossa alegria; segui-lo é uma graça, e transmitir este tesouro aos demais é uma tarefa que o Senhor nos confiou ao nos chamar e nos escolher. Mas então Taipu e Poço Branco, vamos continuar, como vocês vinham agindo, em comunhão com os meus irmãos padres antecessores, não medindo sacrifício para corresponder, de todo, ao Plano Divino. O que era bom, ainda mais se aprimora. Claro, sintonizados com o zonal, a Diocese, o Regional, o Brasil, embora sempre com este pano de fundo sob os olhos, mas em primeiríssimo lugar, o esforço máximo de nossa vida pertence à Igreja, porção do povo de Deus, que está aqui nesta Paróquia de Taipu, que tem como patrona Nossa Senhora do Livramento. Mas Como passar dos bons desejos, dos bons propósitos, à realidade, pondo em função tantos desafios? Como dar-lhes formas e expressão? Como dar o relevo merecido às Pastorais e as Irmandades e aos Serviços e aos Movimentos? Como dar presença ao mundo da política, da Escola, do trabalho, da família, dos artistas, na vida dos pobres e de qualquer condição social? Como intensificar a caridade e a justiça entre nós? Quem tiver sido esquecido que me perdoe e me complete. Quanta responsabilidade!..., mas acredito que poderei contar com a compreensão das nossas comunidades, dos irmãos presbíteros, especialmente aqui do zonal e, também, dos leigos e leigas, protagonistas da missão e, ainda as bênçãos do nosso Pastor Arquidiocesano D. Matias, nesta nova fase evangelizadora missionária e catequética, por esta seara. Espero poder priorizar e cultivar bem o diálogo com qualquer um, com qualquer uma. Sem quebra de tranquilidade interior, vamos ao diálogo, porque ele não menos misterioso, profundo e belo... Como é bom ter a confiança de pensar alto, sem travo e sem medo, concordando ou discordando, dizer o pensamento até o fim. Duas ideias, entre tantas trazidas pela Conferência de Aparecida, gostaria de refletir um pouco aqui e agora, e de maneira mais demorada, mas não o faço por causa do tempo, é o tema sobre a Paróquia, comunidade de comunidades. As Paróquias são chamadas a ser casas e escolas de comunhão''(n. 170) e o outro tema diz respeito a Identidade e missão dos presbíteros, que aliás tudo se resume na citação: "Minha Missa é minha vida e minha vida é uma Missa prolongada!" (cf. n. 191). Testemunho é o que o povo quer: Nada contra a quem é intelectual, mas o que o povo quer mesmo é testemunho de cristianismo autêntico. Não basta saber língua. Não basta facilidade de falar. Nem mesmo cultura requintada. O que o povo quer é santidade. E santidade não se finge: o povo tem faro. Santidade não se improvisa: tem que ter por de trás toda uma existência de real e profundo amor a Deus e aos homens e mulheres. Meu lema de vida (meu preceito): Meu lema de vida: diálogo, "alegria, simplicidade, misericórdia". Espero que o que acabo de dizer não se tome impotente em minha vida, em nossa vida! Faço minhas as palavras de Dom Helder Câmara ao dizer: "Sabem o que considero imensa graça divina? E viver cada instante com 101% de autenticidade e vibração". "Senhor, mostrai-me vossos caminhos e ensinai-me as vossas veredas". Ajuda-nos, Pai querido, a acertar com a Tua Vontade, sem, de modo algum, defender a nossa como se fosse a tua". Graça divina: Dizia Dom Helder Câmara: "Tudo é graça! E graça divina começar bem. Graça maior persistir na caminhada certa; manter o ritmo e não desistir, podendo ou podendo, caindo embora aos pedaços chegar até o fim!". Trindade Santa, quanto ao que eu disse, se possível, complete o que falta à fala de menos, e entenda e perdoe o que sobra na fala demais... Que Deus nos abençoe nos conduza e Nossa Senhora do Livramento também! Assim seja! Agradecimentos: - A Deus...; - A Dom Matias; - Referência ao Arcebispo: Dom Matias, homem de naipe e quilate especiais: Com ele, sim, podemos conversar de coração aberto, alma rasgada, sem medos ou restrições... Como o senhor, conheço poucos homens tão serenos, tão simples, tão sinceros, tão generosos. Quanta leveza de coração! Eu sou mais um, entre tantos outros testemunhos do que acabo de afirmar. Foi do Senhor, Dom Matias, que Deus se serviu para trazer-me a Natal, a Paróquia de Nossa de Lourdes e Mãe Luíza, e agora Taipu e Poço Branco. - Pé. Robério... - As Comunidades... - Os amigos que vieram de outras paróquias: + de Natal, + do VII Zonal, + do Estado da Paraíba.

TAIPU ENCERRA FESTA DA PADROEIRA

Após 10 dias de festejos foi encerrada neste domingo (06), a Festa de Nossa Senhora do Livramento 2015. No último dia houve a alvorada com...