Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2011

ECLESIOLOGIA - DOUTRINA DA IGREJA

A palavra IGREJA provém do grego ekklesia (assembléia). Entende-se por igreja a totalidade dos salvos em Cristo, dos que estão compromissados com a obra do Senhor, dos separados (santos) pela aceitação de Jesus como Senhor e Salvador. A Igreja é aqui na terra o Corpo Místico de Cristo. Nesta acepção, é chamada Igreja invisível, a que tem vida interior espiritual. Cristo é a cabeça desse corpo. Dá-se o nome de Igreja Local ao grupo de pessoas ¬ chamadas de membros - unidas na mesma fé em Cristo Jesus, que se reúnem regularmente em determinado lugar, sob a coordenação e direção de um chefe espiritual. Neste caso, chama-se Igreja visível, ou seja, a igreja institucional, organizada, formal, terrena. Individualmente, o membro da igreja não é igreja. O termo “Igreja” foi mencionado pelo Salvador em duas ocasiões:
1) “E também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela” (Marcos 16.18). “Tu és Pedro” (“petros”,…

POSSE DO NOVO ADMINISTRADOR PAROQUIAL

Está marcada para quarta-feira, 23/03, a posse do novo Administrador Paroquial da Paróquia Nossa Senhora do Livramento, às 19h, na Igreja Matriz, em Taipu. Além da presença dos fiéis de toda a paróquia que são convocados a participar desta cerimônia, estarão presentes alguns padres do clero da Arquidiocese de Natal e o Sr. Arcebispo Metropolitano, Dom Matias Patrício que dará posse ao novo administrador, o Pe. Francisco Assis.

ESPAÇO CIDADANIA

A Constituição Federal de 1988 diz em artigo 5 que “ todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no país a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à segurança...”
Mas será que os direitos e garantias auferidos no artigo 5 da Constituição Federal são respeitados? Todo o cidadão brasileiro vive sob o prisma encontrado nesse artigo? Não há distinção de pessoas, ou classe social em nosso país? Todos tem realmente o direito à vida, à liberdade, à igualdade e à segurança? A resposta é uma só para todos esses questionamentos. Não!
Vivemos em constante contradição com nossa Constituição Federal que é a lei maior de um país. A igualdade entre cidadãos já se tornou uma utopia, sendo considerada apenas um sonho bonito e distante da feroz realidade brasileira. Percebe-se também que vidas são varridas do seio social antes mesmo de terem a oportunidade de nascer.
A liberdade já não é algo natural, haja vista qu…

NOVO ADMINISTRADOR PARA A PARÓQUIA NOSSA SENHORA DO LIVRAMENTO

O Pe. João Maria dos Anjos Sobrinho chegou a paróquia Nossa Senhora do Livramento no ano de 2004 quando ainda cursava o 4º ano de Teologia, para realizar o seu estágio pastoral junto com o então administrador paroquial, Pe. Jonerikson Gomes. No dia 04 de abril de 2005, foi ordenado diácono provisório continuando a trabalhar na paróquia. No dia 12 de outubro do mesmo ano foi ordenado presbítero pela mãos do Senhor Arcebispo de Natal, Dom Matias Patrício de Macêdo. Após sua ordenação, o Pe. João dos Anjos foi auxiliar o Pe. Assis na paróquia Nossa Senhora da Conceição, em Ceará-Mirim, atuando por lá até o final de 2007. No dia 21 de janeiro de 2008 tomou posse como administrador paroquial da paróquia Nossa Senhora do Livramento onde esteve até a presente data. Agora terá um novo trabalho como vigário paroquial na paróquia de Santo Antonio de Pádua, em Parque dos Coqueiros, Natal. O novo administrador da paróquia Nossa Senhora do Livramento é o Pe. Francisco Assis que atuou como vigário na par…

QUARESMA 2011

A palavra Quaresma vem do latim quadragésima e é utilizada para designar o período de quarenta dias que antecedem a festa ápice do cristianismo: a ressurreição de Jesus Cristo, comemorada no famoso Domingo de Páscoa. Esta prática data desde o século IV.
Na quaresma, que começa na quarta-feira de cinzas e termina na quinta-feira (até a Missa da Ceia do Senhor, exclusive - Diretório da Liturgia - CNBB) da Semana Santa, os católicos realizam a preparação para a Páscoa. O período é reservado para a reflexão à conversão espiritual. Ou seja, o católico deve se aproximar de Deus visando o crescimento espiritual. Os fiéis são convidados a fazerem uma comparação entre suas vidas e a mensagem cristã expressa nos Evangelhos. Esta comparação significa um recomeço, um renascimento para as questões espirituais e de crescimento pessoal. O cristão deve intensificar a prática dos princípios essenciais de sua fé com o objetivo de ser uma pessoa melhor e proporcionar o bem para os demais.
Essencialmente, …