Pular para o conteúdo principal

PASTORAIS E MOVIMENTOS


PASTORAIS:

PASTORAL DA COMUNICAÇÃO - PASCOM                          

  Esta é uma indagação ainda presente, em nossa Igreja. Há os que acham que a turma da Pascom quer se exibir, fazer fotografias, filmar, aparecer na hora dos avisos no final da missa, ter o nome do expediente do boletim paroquial, falar na rádio etc. A experiência tem mostrado que atuar na Pascom é coisa séria e tem muito o que fazer. Sabe por quê? Porque a Pascom não é uma pastoral que trabalha isoladamente. Ela passa por dentro de todas as outras pastorais, movimentos e serviços, levando o oxigênio da comunicação a toda paróquia.

COORDENADORES:
Paulo Henrique Viana - Taipu
Simara Morais - Poço Branco




PASTORAL DO DÍZIMO

A Pastoral do Dízimo tem esta missão:conscientizar todos os paroquianos sobre sua responsabilidade para com a comunidade paroquial onde vive e da qual faz parte. Mais do que fazer dinheiro e aumentar a renda da paróquia,o objetivo primeiro da Equipe de Pastoral do Dízimo é:
a) conscientizar os fiéis sobre a dimensão bíblica,teológica e espiritual do dízimo;
b) mostrar que o dízimo é um ato de fé,de esperança e de caridade;
c) testemunhar a alegria de uma vida agradecida a Deus,através da oferta mensal do dízimo.

COORDENADORES: 
Ana Paula Oliveira - Taipu
Francisca Rosineide - Poço Branco



PASTORAL DO BATISMO

Visa refletir com pais e padrinhos sobre o sentido bíblico do Batismo e a importância do compromisso na vivência da fé, dentro das famílias e na comunidade católica, incentivando-os a conhecer o Catecismo da Igreja Católica Apostólica Romana.
OBJETIVO:
Conscientizar pais e padrinhos da grande graça que é o Batismo, levando-os a acompanhar seus filhos e afilhados na fé, dando seu testemunho e assumindo o compromisso do seu Batismo.

COORDENADORES:
Luís Eugênio - Taipu
Diác. José Belizário - Poço Branco



PASTORAL LITÚRGICA

A função da pastoral da liturgia é organizar todas as celebrações no decorrer do ano liturgico, ou seja, a pastoral, constituida de voluntários, se reune uma vez por mês, e tem como finalidade preparar a liturgia para o mês seguinte, tendo atenção para as datas e festas importantes dentro de cada mês, assim como atenção para cada parte da missa, respeitando todos sinais liturgicos (cores, objetos, atitudes).
Grupo da Liturgia abrange vários ministérios ("Sub-grupos"), que ajudam na celebração da missa.
COORDENADORES:
                                                       Alzira Saldanha - Taipu
                                                       Claudionor Cirilo - Poço Branco



PASTORAL DE EVENTOS

A Pastoral de Eventos é o ponto focal para planejar, organizar e realizar eventos dentro da Paróquia e da Comunidade Cristo Rei. Através dela são realizados Shows, Comemorações, Romarias, Procissões, Bingos, etc, sempre focado na divulgação da Boa Nova do Senhor e no amparo às obras realizadas pela e na comunidade.

COORDENADORES:
Elza Soares - Taipu




PASTORAL DA CATEQUESE

A missão da Pastoral da Catequese é iniciar crianças, adolescentes, jovens e adultos na fé cristã. Esta iniciação se dá, concretamente, através da formação cristã à luz dos Evangelhos, da celebração litúrgica e da vivência comunitária. Realizamos encontros semanais de formação, onde são apresentados temas do nosso cotidiano, iluminados pela Palavra de Jesus que nos traz a vontade do Pai, na força do Espírito, onde buscamos do verdadeiro sentido da vida e mudanças de atitude em relação a Deus, ao irmão e à irmã e à mãe Terra .
“A Catequese é uma educação da fé das crianças, dos jovens e dos adultos, a qual compreende especialmente um ensino da doutrina cristã, dado em geral de maneira orgânica e sistemática, com o fim de os iniciar na plenitude da vida cristã” (CIC 5).
“Na verdade. o crescimento interior da Igreja, sua correspondência ao desígnio de Deus, depende essencialmente da Catequese. Neste sentido, a Catequese deve ser considerada como momento prioritário na evangelização” (DGC 64).
A finalidade definitiva da catequese é levar à comunhão com Jesus Cristo: só Ele pode conduzir ao amor do Pai no Espírito e fazer-nos participar da vida da Santíssima Trindade… Todo catequista deveria poder aplicar a si mesmo a misteriosa palavra de Jesus: ‘Minha doutrina não é minha, mas daquele que me enviou’ (Jo 7,16)” (NCIC, 426-427).


COORDENADORES:

Gorete Evangelista - Taipu
Francisco de Assis - Poço Branco




GRUPOS E MOVIMENTOS:


APOSTOLADO DA ORAÇÃO




         
Composta por leigos católicos cuja finalidade é a santificação pessoal e a evangelização trabalha com afinco pela evangelização das famílias e têm uma devoção especial ao Sagrado Coração de Jesus.



COORDENADORES:

Maria Oliveira - Taipu
Francisco Camilo - Poço Branco





LEGIÃO DE MARIA



A Legião de Maria é um movimento católico internacional de leigos que pretende colaborar na missão evangelizadora da Igreja. Os membros deste movimento praticam o apostolado directo através do contacto pessoal, especialmente junto das pessoas mais afastadas da Igreja.
Eis algumas das suas acções: visitas ao domicílio: doentes, pessoas solitárias, idosos, não-católicos; a famílias por ocasião de um baptismo, casamento ou falecimento; catequese nas paróquias ou ao domicílio; visitas a pessoas hospitalizadas ou em casas de recolhimento; acções junto de emigrantes: alfabetização; visitas a presos e suas famílias; acções em ambientes de droga e prostituição; reuniões de oração; preparação de pessoas para a recepção de sacramentos (Baptismo, Primeira-Comunhão, Matrimónio).

COORDENADORES: 
Maria da Conceição Lopes - Taipu
Generosa Damasceno - Poço Branco


GRUPO DE COROINHAS



Desde uma tenra idade estes adolescentes são convidados a doar tempo da sua vida em testemunhar Jesus Cristo e viver em intimidade com Ele no serviço ao altar, nas celebrações eucarísticas. São convidados a dar testemunho da sua missão também na família, na escola, no grupo de catequese e assim por diante.


Ser coroinha é algo muito importante, pois se presta um serviço à Igreja, ao sacerdote e, principalmente, a Deus. O coroinha ou a coroinha ajudam o padre a celebrar a missa e outras cerimônias da igreja, em toda a sua liturgia. O acólito tem a seu cargo todas as tarefas da missa, que embora podendo ser realizadas pelo celebrante ou por até um ministro, desde que esse esteja devidamente preparado.
As tarefas de um acólito podem ir desde a correta preparação do altar, ao correto manuseamento do missal romano, todo o trabalho a realizar na credência, recepção das oferendas, etc. e também - em celebrações mais solenes – o manuseamento do turíbulo, o transporte da Cruz, das velas e do Evangelho ou todas as demais tarefas que ‘aparecem ocasionalmente’ devido o tempo Litúrgico que se vive.


COORDENADOR: 

João Arthur Saldanha - Taipu
Maria Helena Barbosa - Poço Branco



TERÇO DOS HOMENS
O Terço dos Homens é um movimento Mariano que se apresenta sem dúvidas como uma resposta à problemática pessoal, social e comunitária dos dias de hoje, onde o homem, de modo geral é um ser presente em todas as atividades humanas, mas ausente no seio da Igreja. Sendo, então, o Terço dos Homens um fator importante na aproximação dos mesmos com a  Igreja.

Assim, através do Terço dos Homens pretendemos conquistar e valorizar o lado religioso dos homens, dependente de Deus, para melhor desempenhar sua missão cristã, possibilitando ainda, uma maior aproximação com Deus e seu filho Jesus por intercessão da Santíssima Virgem Maria.

COORDENADORES:
Luís Eugênio - Taipu
Cosme Cassiano - Poço Branco




MÃE RAINHA
É um apostolado animado e coordenado pelo Movimento Apostólico de Schoenstatt a serviço da Igreja.
Consiste na visita regular da imagem da Mãe Rainha e Vencedora Três Vezes Admirável de Schoenstatt às famílias, escolas, hospitais e a todos os lugares onde famílias ou pessoas individualmente a recebem.
A Campanha é levada adiante por voluntários leigos - missionários e coordenadores - organizados por paróquias e dioceses.
Foi iniciada em 10 de setembro de 1950 pelo Servo de Deus, o Diácono João Luiz Pozzobon, membro do Movimento de Schoenstatt, mas  as suas raízes já podem ser encontradas nas palavras do Fundador do Movimento, Pe. José Kentenich, escritas dois anos antes do início da Campanha:
"Levem a imagem da Mãe de Deus e dêem um lugar de honra nos lares, assim eles hão de se tornar pequenos santuários..." (15/04/1948).
É um apostolado mariano, inspirado na atitude de Maria que foi ao encontro de sua prima Isabel. (cf. Lc 1, 39 0 41). É como se Nossa Senhora quisesse sair do seu Santuário, caminhar pelas estradas do mundo e visitar os seus filhos. Na imagem da Mãe Peregrina de Schoenstatt, Ela vai ao encontro de todos, em especial dos mais necessitados e daqueles que estão mais afastados de Deus e da Igreja; um apostolado eclesial que, com a Igreja e a serviço da Igreja, quer colaborar com a pastoral ordinária das dioceses e paróquias; um apostolado popular, pois procura chegar a todas as pessoas em todas as situações da vida, realizando o mandato do Senhor: "Ide pelo mundo inteiro, proclamai o Evangelho a toda a criatura" (Mc 16, 3). É popular também porque se adapta a diversas realidades pastorais: famílias, escolas, hospitais, prisões, etc.


COORDENADORA:

Ricarla Borges - Poço Branco



TERÇO DAS MULHERES
O Terço das mulheres têm como objetivo resgatar o valor da oração tão importante para nossa Igreja,fortalecer a nossa espiritualidade e a perseverança na oração.
 A meditação dos mistérios do Rosário nos transporta para junto de Deus e de nossa Mãe Santíssima,revestindo-nos de uma profunda confiança e muita tranqüilidade,revigorando a disposição e estimulando a vontade,além de proporcionar uma agradável alegria interior.
COORDENADORA:                                                                                     Gracinha Batista - Taipu





MINISTROS EXTRAORDINÁRIOS DA SAGRADA COMUNHÃO EUCARÍSTICA
São estas as funções dos ministros extraordinários da comunhão:
  • distribuição da comunhão na missa.
  • distribuição da comunhão fora da missa, aos doentes ou outras pessoas que com razão o solicitem.
  • administração do viático.
  • exposição do Santíssimo Sacramento para adoração dos fiéis (mas não a bênção com o mesmo).
Todas estas funções devem ser realizadas em caso de necessidade, ou seja, quando não houver ministros ordenados disponíveis ou em número suficiente. Face a alguns abusos neste sentido, a Congregação para o Culto Divino e Disciplina dos Sacramentos, de acordo com o Papa João Paulo II, declarou, na instrução Redemptionis sacramentum que "se habitualmente estiver disponível um número de ministros sagrados suficiente para a distribuição da Sagrada Comunhão, não se podem designar para esta função ministros extraordinários da Sagrada Comunhão. Em tais circunstâncias, aqueles que estejam designados para tal ministério não o exerçam. É reprovável a prática daqueles Sacerdotes que, embora estejam presentes na celebração, se abstêm de distribuir a Comunhão, encarregando os fiéis dessa função."1
Os ministros extraordinários da comunhão devem ser escolhidos entre a comunidade cristã respectiva e devem ser pessoas idóneas e com boa prática cristã. Na maior parte das (Arqui)dioceses, os candidatos, antes de assumirem as suas funções, recebem uma formação litúrgica e doutrinal que lhes permita exercer a sua função com a máxima dignidade e decoro.
No fim de tal formação, são admitidos pelo Padre às funções para que foram escolhidos, o que nalguns casos é feito numa celebração litúrgica. Normalmente, a função é atribuída por um determinado prazo, que geralmente pode ser renovado.
No entanto, para o caso duma celebração em que são necessários os serviços dum ministro extraordinário da comunhão e não se encontra nenhum na assembleia, pode ser designada nesse momento uma pessoa idónea que auxilie o presidente da celebração. O missal romano apresenta, para esse efeito, uma fórmula de designação eventual de ministro extraordinário da comunhão. Neste caso, porém, a designação desse ministro cessa ao terminar a celebração.

COORDENADOR:                                                                                                                                     Ítalo Marcio - Taipu
Francisca Ângelo

RENOVAÇÃO CARISMÁTICA CATÓLICA - RCC ( Cachoeira)
 Renovação Carismática Católica (também chamada "RCC") é um movimento da Igreja Católica Apostólica Romana surgido nos Estados Unidos em meados da década de 1960, pela influência da Renovação Carismática episcopal, porém mantendo os dogmas do catolicismo romano. A prática da RCC baseia-se na experiência pessoal com Deus, especialmente pela força do Espírito Santo e de seus dons. O movimento procura oferecer uma abordagem inovadora às formas tradicionais de doutrinação e renovar práticas tradicionais dos ritos e da mística da Igreja, mas sem desviar-se da doutrina e permanecendo fiel a todos os preceitos católicos romanos. Existem atualmente mais de 100 milhões de membros espalhados pelo mundo (comumente denominados Católicos Carismáticos)
RCC - Taipu ( comunidade de Cachoeira)




CONSELHO PASTORAL PAROQUIAL - CPP

 


O Conselho Paroquial de Pastoral - CPP é o organismo representativo de toda a Paróquia, constituída pelos coordenadores de ministérios, pastorais, movimentos, grupos, eclesiais, etc. É sinal e instrumento de comunhão eclesial, lugar de encontro e de convergência, de diálogo e de irradiação pastoral. O CPP tem a missão de garantir a vida de comunhão na paróquia. Por isso, é responsável pela organização e articulação das pastorais, e pela espiritualidade e formação dos fiéis. Ao CPP cabe refletir, planejar, decidir, animar e revisar toda a ação pastoral da paróquia. Ele deve preparar, organizar e realizar as Assembléias Paroquiais de Pastoral, que são a instância mais importante da caminhada pastoral da paróquia. Ele encaminha a realização do Planejamento Paroquial de Pastoral. A ele cabe conhecer a realidade e seus desafios, julgá-la com os olhos da realidade e da Palavra de Deus, e estimular ações transformadoras que a tornem sinal do Reino de Deus.

CONSELHEIROS: 
Todos os coordenadores de pastorais, irmandades, grupos e ministérios de Taipu e Poço Branco.

CONSELHEIRA PAROQUIAL:
Alzira Saldanha

PRESIDENTE:
Pe. Helenildo Marques de Morais



GRUPOS DE JOVENS:


GRUPO DE JOVENS JOÃO PAULO II

Fundado no dia 10 de Maio de 2012, na administração paroquial do Pe. Assis Inácio, o grupo tem a participação ativa de mais de 35 jovens. Reúni-se todos os sábados, ás 19h30min, no Centro Pastoral de Taipu. Também é responsável pelo ministério de música João Paulo II da Igreja Matriz.

COORDENADORA:
Isabely Saldanha - Taipu




GRUPO DE JOVENS JUCRITA

O grupo mais antigo da Paróquia, o JUCRITA ( Juventude Cristã Taipuense), estava com as atividades paradas, e foram retomadas na administração paroquial do Pe. Assis Inácio, há puco mais de 1 (um) ano. Trabalha com mais de 25 jovens de um conjunto carente de Taipu, conhecida como a 'Baixa da Coruja'. Reúne-se na Capela São Francisco, a cada 2( duas) semanas, ás 19h30min. 

COORDENADOR:
Gilberto Oliveira - Taipu



GRUPO DE JOVENS SHALOM

Fundado em 06 de Setembro de 2012, o grupo de jovens Shalom, reúne-se todas ás sextas-feiras, ás 19h30min, no Centro Pastoral de Poço Branco. Tem seus trabalhos desenvolvidos com mais de 40 jovens. A palavra Shalom significa Paz.

COORDENADORES:

Francisco de Assis, Wanessa Maria e Rayssa Lima - Poço Branco




  • GRUPO DE JOVENS DO ARISCO DA GAMELEIRA
  • GRUPO DE JOVENS DO MATÃO
  • GRUPO DE JOVENS DE SERRA PELADA
  • GRUPO DE JOVENS DE CACHOEIRA
  • GRUPO DE JOVENS DE JERUSALÉM
  • GRUPO DE JOVENS DO ARISCO DOS BARBOSAS

Breve, descrição dos grupos das comunidades citados á cima.






Comentários

  1. Será que falta muito tempo para Poço Branco ser ária PAROQUIAL? o que está faltando? JESUS olha por esta Cidade. AMÉM

    ResponderExcluir
  2. eu nao vejo a hora que a igreja sagrado coração de jesus passe a ser paroquia.

    ResponderExcluir
  3. padre o sr. poderia dizer porque poço branco ainda não é área pastoral. Maria do Socorro. Poço branco

    ResponderExcluir
  4. Parabéns ao Padre Helenildo pelo trabalho realizado na nossa Paróquia.
    100 anos de Fé sob o olhar da Mãe do Livramento.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

SÃO PEDRO E SÃO PAULO

Hoje a Igreja do mundo inteiro celebra a santidade de vida de São Pedro e São Paulo apóstolos. Estes santos são considerados "os cabeças dos apóstolos" por terem sido os principais líderes da Igreja Cristã Primitiva, tanto por sua fé e pregação, como pelo ardor e zelo missionários. Pedro, que tinha como primeiro nome Simão, era natural de Betsaida, irmão do Apóstolo André. Pescador, foi chamado pelo próprio Jesus e, deixando tudo, seguiu ao Mestre, estando presente nos momentos mais importantes da vida do Senhor, que lhe deu o nome de Pedro. Em princípio, fraco na fé, chegou a negar Jesus durante o processo que culminaria em Sua morte por crucifixão. O próprio Senhor o confirmou na fé após Sua ressurreição (da qual o apóstolo foi testemunha), tornando-o intrépido pregador do Evangelho através da descida do Espírito Santo de Deus, no Dia de Pentecostes, o que o tornou líder da primeira comunidade. Pregou no Dia de Pentecostes e selou seu apostolado com o próprio sangue, pois…

TAIPU ENCERRA FESTA DA PADROEIRA

Após 10 dias de festejos foi encerrada neste domingo (06), a Festa de Nossa Senhora do Livramento 2015. No último dia houve a alvorada com a banda de musica às 5h, juntamente com uma queima de fogos; missa solene, às 9h, celebrada pelo Padre Rodrigo Paiva; Ofício da Imaculada Conceição, às 11h30; e às 12h, solene descida da imagem de Nossa Senhora do Livramento do seu nincho, sendo coroada logo em seguida, e saudada por um pipocaço de fogos. Às 16h, a imagem de Nossa Senhora do Livramento saiu de sua matriz em procissão pelas ruas de Taipu, tendo grande número de fiéis acompanhando. Ao chegar na matriz, houve a Missa de encerramento da festa, celebrada pelo Padre Edílson Soares Nobre. Após a Missa foram arriadas as bandeiras, com o show pirotécnico. A festa foi encerrada após a solene subida de Nossa Senhora ao seu nincho, e da entrega das flores. Ás 18h30, foi servido o jantar de Nossa Senhora do Livramento, no largo da matriz. Um grande momento de confraternização e reencontro das …

TAIPU REALIZA VESTIDURA DE COROINHAS

A Paróquia de Nossa Senhora do Livramento realizou no dia 22 de fevereiro, a investidura dos 10 novos coroinhas e a renovação de 8 antigos em Taipu. A celebração foi durante os festejos do aniversário natalício do Padre Helenildo Marques, na matriz de Nossa de Nossa Senhora do Livramento. Cerca de 30 coroinhas de Poço Branco e Natal participaram da investidura, juntamente com os paroquianos das comunidades que lotaram a igreja por ocasião da data importante para a paróquia. Veja as fotos:











Fotos: Pascom Santo Antônio de Pádua