terça-feira, 29 de dezembro de 2009

FINAL DE ANO

Mais um ano se passou. Durante todo o ano de 2009 todas as pastorais procuraram desempenhar suas funções da melhor maneira possível. A evangelização não deixou de acontecer e o Reino de Deus foi anunciado. A presença do Diác. José Belizário em nossa paróquia muito tem somado ao trabalho de assistência, tanto na cidade como nas comunidades, já que um sacerdote apenas não pode dar conta de uma Paróquia com 43 comunidades. Somos uma comunidade orante e sedenta do amor de Deus. Muito ainda se pode fazer por essa comunidade.
A juventude precisa compreender que Jesus não é aquele carrasco que quer apenas que se fique de joelhos, mas sim, que deseja que todos os seus filhos sejam alegres e busquem a verdadeira paz. Paz esta que somente Ele pode dar.

Nossa comunidade participa e procura espaço para mostrar seu valor. A comunidade do Sagrado Coração de Jesus hoje conta com 04 (quatro) grupo de cânticos: SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS, FILHOS DE MARIA, SANTA TEREZINHA E NOVA SEMENTE. Quatro grupos a abrilhantar a Santa Missa.
Passamos por dificuldades, mas não perdemos a fé no Criador. A Pastoral da Comunicação (PASCOM) tem um sonho de poder confeccionar o Jornal O SAGRADO. Para isso precisa de material para o mesmo. Procura recursos e, se possível, até doações para adquirir uma impressora/copiadora, computador, máquina fotográfica. A fidelidade ao dízimo ainda precisa ser aprimorada nos fiéis católicos para que muitas ações possam acontecer.

Em 2010 vamos procurar vivenciar mais o Evangelho para que o nosso testemunho já seja o grande princípio de uma forte evangelização.

No próximo dia 16/01/10 acontecerá a Assembléia Paroquial onde juntos avaliaremos 2009 e traçaremos as metas para 2010.

Com as bênçãos do Coração de Jesus e de Nossa Senhora do Livramento continuaremos a levar a mensagem do Reino a todos.
Rezemos pelas vocações em nossa Paróquia. Peçamos ao Coração de Jesus e a Nossa Senhora do Livramento que continue iluminando e abençoando os estudos do Candidato ao Diaconato Permanente da nossa Paróquia, CLAUDIONOR. Que sua vocação seja cada vez mais forte e amorosa em servir o Reino de Deus no meio dos seus irmãos.

Abaixo, algumas fotos na Santa Missa do Natal. 24/12.

Proclamação do Evangelho

Homilia. Pe. João Maria

Grupo de Cânticos Nova Semente

Apresentação do Alto do Natal

domingo, 13 de dezembro de 2009

FESTA DE SANTA LUZIA - COM. DE LAGOA DO BOI

A comunidade de Lagoa do Boi, distrito de Poço Branco, festeja sua padroeira, Santa Luzia. Neste dia 13 de dezembro aconteceram celebração, batizados e um casamento, presididos pelo Diác. José Belizário, colaborador na Cura Pastoral da Paróquia Nossa Senhora do Livramento. A comunidade de Lagoa do Boi tem mostrado sua devoção participando ativamente dos momentos de oração. A capela erguida em homenagem à Santa Luzia foi um grande esforço dos fiéis pra que a comunidade pudesse ter um lugar de encontro para as orações e devoções.

Celebração da Palavra

Batizado

SANTA LUZIA

Santa Luzia (ou Santa Lúcia), cujo nome deriva do latim, é muito amada e invocada como a protetora dos olhos, janela da alma, canal de luz.

Conta-se que pertencia a uma família italiana e rica, que lhe deu ótima formação cristã, ao ponto de Luzia ter feito um voto de viver a virgindade perpétua. Com a morte do pai, Luzia soube que sua mãe queria vê-la casada com um jovem de distinta família, porém pagão. Ao pedir um tempo para o discernimento foi para uma romaria ao túmulo da mártir Santa Ágeda, de onde voltou com a certeza da vontade de Deus quanto à virgindade e quanto aos sofrimento por que passaria, como Santa Ágeda.

Vendeu tudo, deu aos pobres e logo foi acusada pelo jovem que a queria como esposa. Santa Luzia, não querendo oferecer sacrifício ao deuses e nem quebrar o seu santo voto, teve que enfrentar as autoridades perseguidoras e até a decapitação em 303, para assim testemunhar com a vida, ou morte o que disse: "Adoro a um só Deus verdadeiro, e a ele prometi amor e fidelidade".

Somente em 1894 o martírio da jovem Luzia, também chamada Lúcia, foi devidamente confirmado, quando se descobriu uma inscrição escrita em grego antigo sobre o seu sepulcro, em Siracusa, Ilha da Sicília. A inscrição trazia o nome da mártir e confirmava a tradição oral cristã sobre sua morte no início do século IV.

Mas a devoção à santa, cujo próprio nome está ligado à visão ("Luzia" deriva de "luz"), já era exaltada desde o século V. Além disso, o papa Gregório Magno, passado mais um século, a incluiu com todo respeito para ser citada no cânone da missa. Os milagres atribuídos à sua intercessão a transformaram numa das santas auxiliadoras da população, que a invocam, principalmente, nas orações para obter cura nas doenças dos olhos ou da cegueira.

Diz a antiga tradição oral que essa proteção, pedida a santa Luzia, se deve ao fato de que ela teria arrancado os próprios olhos, entregando-os ao carrasco, preferindo isso a renegar a fé em Cristo. A arte perpetuou seu ato extremo de fidelidade cristã através da pintura e da literatura. Foi enaltecida pelo magnífico escritor Dante Alighieri, na obra "A Divina Comédia", que atribuiu a santa Luzia a função da graça iluminadora. Assim, essa tradição se espalhou através dos séculos, ganhando o mundo inteiro, permanecendo até hoje.

Luzia pertencia a uma rica família de Siracusa. Sua mãe, Eutíquia, ao ficar viúva, prometeu dar a filha como esposa a um jovem da Corte local. Mas a moça havia feito voto de virgindade eterna e pediu que o matrimônio fosse adiado. Isso aconteceu porque uma terrível doença acometeu sua mãe. Luzia, então, conseguiu convencer Eutíquia a segui-la em peregrinação até o túmulo de santa Águeda ou Ágata. A mulher voltou curada da viagem e permitiu que a filha mantivesse sua castidade. Além disso, também consentiu que dividisse seu dote milionário com os pobres, como era seu desejo.

Entretanto quem não se conformou foi o ex-noivo. Cancelado o casamento, foi denunciar Luzia como cristã ao governador romano. Era o período da perseguição religiosa imposta pelo cruel imperador Diocleciano; assim, a jovem foi levada a julgamento. Como dava extrema importância à virgindade, o governante mandou que a carregassem à força a um prostíbulo, para servir à prostituição. Conta a tradição que, embora Luzia não movesse um dedo, nem dez homens juntos conseguiram levantá-la do chão. Foi, então, condenada a morrer ali mesmo. Os carrascos jogaram sobre seu corpo resina e azeite ferventes, mas ela continuava viva. Somente um golpe de espada em sua garganta conseguiu tirar-lhe a vida. Era o ano 304.

Para proteger as relíquias de santa Luzia dos invasores árabes muçulmanos, em 1039, um general bizantino as enviou para Constantinopla, atual território da Turquia. Elas voltaram ao Ocidente por obra de um rico veneziano, seu devoto, que pagou aos soldados da cruzada de 1204 para trazerem sua urna funerária. Santa Luzia é celebrada no dia 13 de dezembro e seu corpo está guardado na Catedral de Veneza, embora algumas pequenas relíquias tenham seguido para a igreja de Siracusa, que a venera no mês de maio também.

FONTE: http://noticias.cancaonova.com

domingo, 29 de novembro de 2009

FESTA DE NOSSA SENHORA DO LIVRAMENTO

Deu-se, neste dia 29/11, o encerramento do novenário em honra à Nossa Senhora do Livramento, Padroeira do Município de Taipu/Rn. Uma grande e linda procissão marcou esta data tão especial para todo o povo paroquiano de Taipu. O Pe. João Maria dos Anjos Sobrinho, Administrador Paroquial desta Paróquia presidiu a Missa de Encerramento. Ele exortou os fiéis ao amor à Mãe de Deus que se faz presente nesta terra e a tem como protetora. O Pe. João Maria também chamou a atenção dos fiéis para os preparativos da grande festa dos 100 anos de criação da Paróquia de Taipu que acontecerá no ano de 2012. Que as bênçãos da Mãe do Livramento caiam sobre todo o povo paroquiano desta terra.

sábado, 14 de novembro de 2009

AÇÃO DE GRAÇAS PELO NOVENÁRIO DO CORAÇÃO DE JESUS

O Pe. João Maria dos Anjos, dentro da missa de preceito da comunidade, rendeu graças ao Pai Eterno pelo novenário do Sagrado Coração de Jesus, Padroeiro de Poço Branco. O Administrador da Paróquia Nossa Senhora do Livramento enfrentou duras críticas, onde algumas pessoas (de pouca fé, diga-se de passagem) o acusavam de que ele tinha acabado com a festa do Padroeiro de Poço Branco. Estas pessoas tem em sua mente que a festa do Padroeiro está representada pelo famoso "baile" que acontecia dentro das festividades. O que o Padre fez foi somente pedir que não usasse o nome do Padroeiro no baile de rua, pois se torna um contra-testemunho o uso de bandas com nomes tão chamativos à prostituição, dançarinas semi-nuas dançando e realizando cenas insinuosas, palavrões ditos pelos cantores, dentro de uma festa religiosa. Este ano a barraca funcionou com uma banda dentro da mesma, a Banda Anos 60, com um repertório muito especial onde agradou a todos e, no final, muitos que criticaram, elogiaram a forma como a barraca foi conduzida este ano. Na Santa Missa o Padre João Maria fez uma explanação à respeito da festa e o seu significado, dizendo ainda da sua alegria e satisfação pelo bom êxito da evangelização ocorrida e os bons momentos de oração e louvor ao Coração de Jesus.


Proclamação do Evangelho pelo Diácono Belizário


Homilia do Pe. João Maria dos Anjos



Comunidade participa da Santa Missa

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

FESTA DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS - POÇO BRANCO

Do dia 24/10 ao dia 01/11 aconteceu a festa do Sagrado Coração de Jesus, padroeiro de Poço Branco. Foram dias de muita alegria. Momentos de oração e louvor a Deus. Uma grande carreata saindo do distrito de Contador trouxe a imagem peregrina do Coração de Jesus até a igreja em Poço Branco onde, com o hasteamento da bandeira, pelo Pe. João Maria dos Anjos, deu início as festividades. Caminhadas penitenciais às 04h da manhã, ofício da Imaculada Conceição ao meio-dia e celebração da Santa Missa às 19h30. Todos os celebrantes convidados (exceto o Pe. Francisco Lucas que não compareceu) pregaram com bastante ênfase e exortaram os fiéis a viverem a mensagem do evangelho com amor e fé. no dia 01/11, uma grande multidão participou da procissão, junto a imagem do Coração de Jesus. O encerramento teve um gosto adocicado pela presença do filho ilustre da cidade, o Pe. Robério Camilo, que presidiu a Missa de encerramento.
Abaixo, slide com algumas fotos.

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

COMUNIDADE DE UMARI EM FESTA

A comunidade de Umari, município de Taipu comemora de 10 a 18 do corrente a sua padroeira, Nossa Senhora Aparecida. Uma comunidade simples, mas com um fervor contagiante, onde todos se unem para viver a oração e o amor ao Pai Eterno.
No domingo, 18, haverá procissão com a imagem de Nossa Senhora Aparecida e encerramento da Santa Missa com o Pe. João Maria dos Anjos Sobrinho.
Que as bênçãos da Mãe de Deus recaiam sobre aquela comunidade e também sobre toda a humanidade.

NOSSA SENHORA APARECIDA

No dia 12 de outubro, comemoram-se três datas, embora poucos lembrem-se de todas elas: Nossa Senhora Aparecida, padroeira oficial do Brasil, o Dia das Crianças e o Descobrimento da América. Nosso feriado nacional, no entanto, deve-se somente à primeira data, e, embora a devoção à santa remonte aos idos do século XVIII, só foi decretado em 1980.
Há duas fontes sobre o achado da imagem, que se encontram no Arquivo da Cúria Metropolitana de Aparecida e no Arquivo Romano da Companhia de Jesus, em Roma.
Segundo estas fontes, em 1717 os pescadores Domingos Martins García, João Alves e Filipe Pedroso pescavam no rio Paraíba, na época chamado de rio Itaguaçu. Ou melhor, tentavam pescar, pois toda vez que jogavam a rede, ela voltava vazia, até que lhes trouxe a imagem de uma santa, sem a cabeça. Jogando a rede uma vez mais, um pouco abaixo do ponto onde haviam pescado a santa, pescaram, desta vez, a cabeça que faltava à imagem e as redes, até então vazias, passaram a voltar ao barco repletas de peixes. Esse é considerado o primeiro milagre da santa. Eles limparam a imagem apanhada no rio e notaram que se tratava da imagem de Nossa Senhora da Conceição, de cor escura.
Durante os próximos 15 anos, a imagem permaneceu com a família de Felipe Pedroso, um dos pescadores, e passou a ser alvo das orações de toda a comunidade. A devoção cresceu à medida que a fama dos milagres realizados pela santa se espalhava. A família construiu um oratório, que, logo constatou-se, era pequeno para abrigar os fiéis que chegavam em número cada vez maior. Em meados de 1734, o vigário de Guaratinguetá mandou construir uma capela no alto do Morro dos Coqueiros para abrigar a imagem da santa e receber seus fiéis. A imagem passou a ser chamada de Aparecida e deu origem à cidade de mesmo nome.
Em 1834 iniciou-se a construção da igreja que hoje é conhecida como Basílica Velha. Em 06 de novembro de 1888, a princesa Isabel visitou pela segunda vez a basílica e deixou para a santa uma coroa de ouro cravejada de diamantes e rubis, juntamente com o manto azul. Em 8 de setembro de 1904 foi realizada a solene coroação da imagem de Nossa Senhora da Conceição Aparecida e, em 1930, o papa Pio XI decreta-a padroeira do Brasil, declaração esta reafirmada, em 1931, pelo presidente Getúlio Vargas.
A construção da atual Basílica iniciou-se em 1946, com projeto assinado pelo Engenheiro Benedito Calixto de Jesus. A inauguração aconteceu em 1967, por ocasião da comemoração do 250.º Aniversário do encontro milagroso da imagem, ainda com o templo inacabado. O Papa Paulo VI ofertou à santa uma rosa de ouro, símbolo de amor e confiança pelas inúmeras bênçãos e graças por ela concedidas. A partir de 1950 já se pensava na construção de um novo templo mariano devido ao crescente número de romarias. O majestoso templo foi consagrado pelo Papa, após mais de vinte e cinco anos de construção, no dia 4 de julho de 1980, na primeira visita de João Paulo II ao Brasil.
A data comemorativa à Nossa Senhora Aparecida (aniversário do aparecimento da imagem no Rio) foi fixada pela Santa Sé em 1954, como sendo 12 de outubro, embora as informações sobre tal data sejam controversas. É nesta época do ano que a Basílica registra a presença de uma multidão incontável de fiéis, embora eles marquem presença notável durante todo ano.
A imagem encontrada e até hoje reverenciada é de terracota e mede 40 cm de altura. A cor original foi certamente afetada pelo tempo em que a imagem esteve mergulhada na água do rio, bem como pela fumaça das velas e dos candeeiros que durante tantos anos foram os símbolos da devoção dos fiéis à santa. Em 1978, após o atentado que a reduziu a quase 200 pedaços, ela foi reconstituída pela artista plástica Maria Helena Chartuni, na época, restauradora do Museu de Arte de São Paulo. Peritos afirmam que ela foi moldada com argila da região, pelo monge beneditino Frei Agostinho de Jesus, embora esta autoria seja de difícil comprovação.
Seja qual for a autoria da imagem ou a história de sua origem, a esta altura ela pouco importa, pois as graças alcançadas por seu intermédio têm trazido esperança e alento a um sem número de pessoas. Se quiser saber mais detalhes sobre a Basílica e sua programação, visite o site www.santuarionacional.com.br, no qual também é possível acender uma vela virtual. E já que a fé, assim como a internet, não conhece fronteiras, eu já acendi a minha, por um mais paz e igualdade no mundo. Acenda a sua e que Nossa Senhora Aparecida nos ouça e ilumine o mundo, que está precisando tanto de cuidados.
Além da farta pescaria, muitos outros milagres são atribuídos à Nossa Senhora Aparecida. Veja alguns abaixo:

A libertação do escravo Zacarias

O escravo Zacarias havia fugido de uma fazenda no Paraná e acabou sendo capturado no Vale do Paraíba. Foi caçado e capturado por um famoso capitão do mato e, ao ser levado de volta, preso por correntes nos pulsos e nos pés, e como passassem perto da capela da Santa, pediu permissão para rezar diante da imagem. Rezou com tanta devoção que as correntes milagrosamente se romperam, deixando-o livre. Diante do ocorrido, seu senhor acabou por libertá-lo.

O cavaleiro ateu

Um cavaleiro que passava por Aparecida, vendo a fé dos romeiros, zombou deles e tentou entrar na igreja a cavalo para destruir a imagem da santa. Na tentativa, as patas do cavalo ficaram presas na escadaria da igreja. Até hoje pode-se ver a marca de uma das ferraduras em uma pedra, na sala dos milagres da Basílica Nova.

A cura da menina cega

Uma menina cega, ao aproximar-se, com a mãe, da Basílica, olhou em direção a ela e, de repente, exclamou "Mãe, como aquela igreja é bonita." Estava enxergando, perfeitamente curada.

FONTE: http://www.portaldafamilia.org/

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Festa de Santa Terezinha

O Setor missionário Santa Terezinha realizou de 28/09 a 01/10 o 1º Triduo em sua homenagem, ao mesmo tempo em que inaugurou a capela erguida, tendo-a como padroeira. No dia 28/09 aconteceu a abertura do Tríduo com a santa Missa presidida pelo Pe. João Maria dos Anjos. Nos dias 29 e 30/09 a celebração da Palavra foi presidida pelo Diác. José Belizário e no dia 01/10 o encerramento ficou com a presidencia do Pe. Jonerikson Gomes, Administrador Paroquial de Touros, o qual foi um grande incentivador da construção da capela desde quando ainda era Administrador Paroquial desta Paróquia nos anos de 2004 a 2006. Os fiéis compareceram todos os dias mostrando sua fé e devoção a Santa Terezinha. A capela ainda não está concluída, faltando os bancos, o altar e alguns ajustes, porém, com a ajuda da comunidade será mais uma capela para momentos de oração da comunidade. O slide abaixo ilustra alguns dos momentos da festa.



segunda-feira, 28 de setembro de 2009

ENCONTRO DOS CRISMANDOS COM O PE. JOÃO MARIA DOS ANJOS

No último dia 26 de setembro os crismandos tiveram um encontro com o padre João Maria dos Anjos, com o objetivo de ter uma conversa informal. Na ocasião, o padre afirmou a importância do jovem se inserir na Igreja como membro importante para as ações transformadoras e inovadoras. Exortou os mesmos a se organizarem para amadurecerem a ideia de formar um grupo de jovens na nossa comunidade.

domingo, 27 de setembro de 2009

III Encontro Anual do Dízimo - Poço Branco

A Equipe do Dízimo da Comunidade do Sagrado Coração de Jesus realizou neste último dia 26 de setembro o III Encontro Anual da Pastoral do Dízimo com o tema: "Dízimo: uma catequese... Anuncia a todos". Na ocasião foi prestado contas à comunidade. As fotos abaixo mostram o evento e a participação da comunidade.

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

SEMANA VOCACIONAL

Bênção do Envio

Aspersão dos Missionários

Representantes dos Setores Missionários

Povo de Deus


Teve início no último domingo dia 13/09 a Semana Vocacional em Poço Branco, promovida pelas Irmãs da Congregação do Imaculado Coração de Maria, cuja fundadora, Bárbara Maix, está em processo de beatificação. Durante esta semana, acontecerão eventos em toda a cidade, como visitas domiciliares durante o dia e celebrações à noite.

A abertura deu-se com a celebração da Santa Missa e contou com a participação de todos os missionários dos três setores existentes na cidade. Na ocasião, o padre João Maria dos A. Sobrinho, enfatizou a importância do trabalho missionário dentro das comunidades. No momento final, houve a bênção do envio.

Esta semana terá o seu término no dia 20/09 com o encerramento também com a Santa Missa. Toda a comunidade é chamada a participar, partilhar e viver esse grande momento de encontro com Deus e com o próximo.

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

A VOZ DO SACERDOTE

Família: Comunidade chamada a anunciar a Boa Nova

Em sua homilia, na abertura do Sínodo dos Bispos de 1980, que tratava sobre a instituição familiar, o Papa João Paulo lI, dizia "a família cristã, de fato, é a primeira comunidade chamada a anunciar o Evangelho à pessoa humana em crescimento e a levá-la, mediante a catequese e a educação progressiva, à plenitude da maturidade humana e cristã".
Hoje, a família cristã sofre transformações influenciadas pela mídia e por outros valores que contradizem os ensinamentos de Jesus Cristo. Parafraseando o Padre Zezinho numa de suas canções, e!e canta, "... Sei que a televisão, o rádio e o jornal convencem mais cabeças do que o padre lá no altar... ". O divórcio, a prática do aborto, o contrato de união de pessoas do mesmo sexo, a violência dentro de casa, o desrespeito entre pais e filhos, a falta de diálogo são elementos cada vez mais comuns na realidade de nossas famílias. A família deixou de ser há muito tempo, essa comunidade que anuncia a Palavra de Deus e a qual é chamada a testemunhá-la e a transmiti-la àqueles que a formam.
Torna-se urgente e necessário resgatar a família da situação conflitante na qual ela se encontra, e para isso, é imprescindível que nós, que somos a Igreja, favoreçamos entre os membros de cada família cristã um encontro pessoal com Jesus Cristo, Caminho, Verdade e Vida, por meio de sua Palavra, salvaguardada pela Sagrada Escritura, pelos Sacramentos da Igreja e também pelo nosso testemunho de fé e vida, que deve ser coerente com aquilo que anunciamos e professamos.
Portanto, rezemos para que a instituição família seja sempre preservada dos problemas e conflitos que geram a sua degradação. E que seus membros, pais e filhos possam se tornar testemunhas vivas do Evangelho e do projeto de vida e salvação de nosso Senhor Jesus Cristo, o Filho de Deus, que veio ao mundo para nos redimir e nos salvar e restaurar a dignidade de toda a humanidade que havia sido perdida.

Pe. João Maria A. Sobrinho.
Administrador Paroquial

ENTREVISTA

A Família - Primeiro chamado de Deus

Neste mês dedicado às vocações, queremos abordar um tema muito desafiador: “Família”. E, para fazer uma reflexão, sobre o assunto, a equipe do Informativo O Sagrado entrevistou o casal Manoel Roque e Francisca Miguel (mais conhecidos como Seu Neco e D. Nicinha), que em 52 anos de vida matrimonial, nos fala sobre as mudanças que a família vem sofrendo.

1 - Para vocês, hoje, o que é Família?

Ainda acreditamos que é a base da vida. Só que com o passar do tempo, já não há um investimento da família na educação e a religião tem perdido muito o valor para a família.

2 - Ainda se acredita nela?

Sim. Porque Deus manda e chama os seus filhos a ser família. A estrutura familiar está muito frágil, mas, nem por isso, devemos perder a esperança de ter um lar melhor.

3 - Quais as mudanças que se pode perceber na família de hoje para a família de antes?

Muitas. A sociedade de hoje transformou muito a família e, com isso, ela foi perdendo sua identidade de tal forma que, os pais já não são mais exemplos para os filhos.

4 - Família e Fé, como está sendo o lado religioso da família? Ainda existe?

Sim. Mas a religião hoje teve um momento de muita divisão, isso faz com que o lado religioso e familiar perca sua base e, muitas vezes, a família dividida no que diz respeito à religião.

quarta-feira, 15 de julho de 2009

EXPOCATEQUESE - 2009

No último dia 11 de julho, na IFRN, a Pastoral da Catequese vivenciou um momento muito especial dentro do Ano Catequético, a "EXPOCATEQUESE". Foi um momento em que todas as paróquias poderam apresentar os seus trabalhos que tiveram êxitos. Aconteceram várias oficinas para aprofundamento catequético dos coordenadores. Foi uma grande confraternização entre todas as pastorais da catequese que ali estavam representando as diversas paróquias da Arquidiocese.

Sem. Neto (à esquerda) e Pastoral da Catequese da Paróquia Nossa Senhora do Livramento

Catequistas da Comunidade do Sagrado Coração de Jesus - Poço Branco

sexta-feira, 10 de julho de 2009

PARA CONHECIMENTO

A FESTA DE CORPUS CHRISTI

A comemoração do Corpo de Cristo, ou Corpus Christi, foi instituída pelo Papa Urbano IV no ano de 1264. São Tomás de Aquino compôs o hino para a sequência da Missa dessa festa: "Louva, Sião, o Salvador". Nesse hino, o santo teólogo conseguiu exprimir em forma de poesia os ensinamentos da Igreja sobre a Eucaristia.

Cinquenta anos mais tarde outro Papa, Clemente V, estabeleceu a Festa da Eucaristia como obrigação canônica mundial. E o Concílio de Trento, em meados do século XVI, tornou oficial a realização da Procissão Eucarística, como ação de graças pelo dom supremo da Eucaristia e como manifestação pública de fé na presença real de Cristo na Hóstia Sagrada.
Estava assim definitivamente instaurada em toda a Igreja "a Festa em que o Povo de Deus se reúne em volta do tesouro mais precioso herdado por Cristo, o Sacramento de sua própria Presença, e O louva, canta e leva em procissão pelas ruas da cidade", conforme definiria o Concílio de Trento no século XVI.

Fonte: Associação Cultural Nossa Senhora de Fátima.

terça-feira, 7 de julho de 2009

A ARTE DA ORAÇÃO

Rezar é um ato natural, exatamente porque o ser humano tem uma abertura com o divino. Rezar é também um ato de justiça para com nossa alma, pois a oração é expressão do espírito, da alma, do coração. É também um ato de justiça em relação a Deus. “Nele somos, vivemos e existimos” (Atos dos Apóstolos 17, 28). “Os efeitos da oração em nossa pessoa são mais visíveis que os das glândulas de secreção interna”, diz o prêmio Nobel de Medicina (1922), Dr. Alexis Carrel, ateu convertido.
A arte da oração consiste em que o orante se comunica com Deus, com os outros e com ele mesmo e assim faz grandes descobertas, encontra soluções, recebe iluminações e muita força interior. Alguns psicólogos exaltam a importância e a eficácia da oração, sem a qual, as pessoas não se curam de suas neuroses. Eles sabem muito bem que a pessoa orante entra no nível alfa, frequência profunda do cérebro humano.
Quem não reza está numa situação muito desconfortável e até incômoda, porque irá buscar alívio e sedativo no álcool, nas farras, nas drogas e sempre permanecerá vítima do vazio existencial e da solidão. Sempre justificará seus erros e fugas, tendo necessidade espontânea de ridicularizar quem reza, como se a oração fosse o “catecismo dos fracos e perdedores”. De fato, só os humildes e autênticos rezam. É preciso orar com fé. Acreditar no poder da oração. Rezar é estar com Deus e com os outros. Normalmente a oração verdadeira e profunda leva à compaixão, ao perdão, à solidariedade. O amor é fruto da oração. Rezar é um ato de amor e o amor é consequência da oração. A oração é amor de amizade com Deus que nos leva ao amor-serviço para com os outros.
Santa Terezinha afirmou: “A oração é uma alavanca que move o mundo”. De fato, quantas pessoas são vitoriosas frente a doenças, mágoas, decepções, injúrias. A oração as salvou. Quem reza se salva.
A oração é uma ponte. Essa ponte vai da terra ao céu e do coração do orante aos irmãos. A escalada da oração é exigente, requer perseverança. É um combate. A oração é muralha, é escudo, é proteção, é abrigo, é segurança. Quem reza está imunizado contra muitos males. A oração nos protege das tentações. Sem ela caímos na murmuração e abraçamos a tentação. A oração é escola . O Mestre interior é o Espírito Santo. Na escola da oração aprendemos a prática do bem, a beleza do perdão, a alegria da convivência, a esperança nas decepções. A oração nos faz discípulos, iluminados, sábios, humanos e verdadeiros. Moisés tinha o rosto iluminado após a oração. Irradiava o fulgor de Deus. A oração enche o orante de audácia e coragem, de força e tenacidade, de luz e compaixão. Jesus não somente reza, mas, ensina a rezar, principalmente a perseverança na oração. Os primeiros cristãos eram “assíduos na oração” (cf. Atos dos Apóstolos 2, 42).
A oração é uma rendição diante de nossa insuficiência e da paternidade de Deus. A oração é a fala entre filhos (as) e Pai. Portanto, oração é questão de amizade, é o encontro de duas consciências, duas intimidades, duas existências. Na oração acontece uma troca de olhares, de confidências, de interioridades. Rezar é um ato de amor, um ato afetivo que inflama o orante de amor a Deus e ao próximo.

DOM ORLANDO BRANDES

domingo, 5 de julho de 2009

ENCONTRO DE FORMAÇÃO DA PASCOM

Momento de Formação

A PASCOM (Pastoral da Comunicação) no dia 04 de julho de 2009 teve o seu primeiro encontro de formação que contou com a participação do Articulador do VII Zonal, Márcio Castilho vindo da Paróquia Nossa Senhora da Conceição (Ceará-Mirim) que mostrou basicamento qual o verdadeiro trabalho da pastoral da comunicação dentro de uma paróquia.
Tudo foi explicado de forma simples e direta fazendo com que todos os participantes se sentissem empolgados e engajados nesse novo desafio. Os componentes contam com o apoio e o grande incentivo do administrador paroquial, padre João Maria dos Anjos Sobrinho que, desde o princípio, tem se preocupado em divulgar e mostrar o real valor desta pastoral, sem, contudo, desmerecer as demais existentes na paróquia. Nesta mesma data, foi escolhido o coordenador paroquial, Francisco de Assis Joaquim da Silva.
Ficou claro que a PASCOM jamais trabalhará sozinha. Sua principal razão de ser é a preocupação em promover a divulgação dos trabalhos pastorais dentro da nossa comunidade e, assim, expandir a vontade de Deus, que nos chama "para publicamente anunciar vossos louvores, e proclamar todas as vossas maravilhas" (Sl 25,7). E nos pede: "Elevai com força a voz, para anunciar a boa nova a Jerusalém. Elevai a voz sem receio, dizei às cidades de Judá: Eis vosso Deus!" (Is 40,9a)


Equipe da PASCOM - Poço Branco e o Articulador do VII Zonal

RETIRO ESPIRITUAL DO POVO DE DEUS

O Setor Missionário Imaculado Coração de Maria promoveu no último dia 05 de julho de 2009, um Retiro Espiritual, no sítio São Sebastião, localizado no Conjunto Novos Tempos, de propriedade da Senhora Ivonete, que gentilmente cedeu o espaço para que esse grande momento pudesse acontecer. Teve início às 09h da manhã e contou com a participação dos palestrantes, dirigentes e animadores de Paróquias de Natal: Ricardo Araújo e Mariane Bezerra (Soledade I), Deimison Rodrigo (Felipe Camarão) e Wanessa Melo (Dix-Sept Rosado).
Na ocasião foram vivenciados momentos de pregação, adoração ao SS, louvores, dinâmicas e brincadeiras que fizeram com que o povo de Deus se sentisse agraciado com as bênçãos ali derramadas. Na hora do almoço houve o momento da partilha onde se rememorou o Ágape - antigo costume cristão, onde tudo era posto em comum.
Ao fim da tarde, o Diácono José Belizário Bezerra encerrou o retiro com a celebração da Santa Palavra.
Foi um dia de espiritualidade aprofundada onde o povo buscou a força do próprio Cristo que se encontrava ali presente através da Santa Eucaristia.



SS para adoração e momentos de oração



Diácono José Belizário conduzindo o momento de adoração


Momento de louvor

Celebração da palavra presidida pelo Diácoco José Belizário

NOVA IMAGEM DO BLOG

Nosso blog está com uma nova imagem. Nossa igreja representa nosso povo. A imagem do Coração de Jesus no alto significa nosso povo sendo abençoado pelo Sagrado Coração de Jesus.
Peçamos sempre que as bênçãos do céu caiam sobre todos nós e que nosso povo, independente de raça, cor, religião ou posição social, possa reconhecer que a paz precisa acontecer em nossos corações para assim podermos contagiar nossos irmãos.

sexta-feira, 3 de julho de 2009

Oração pedindo graças a Santa Terezinha


Oração pedindo graça

Ó Santa Teresinha, branca e mimosa flor de Jesus e Maria, que embalsamais o Carmelo e o mundo inteiro com o vosso suave perfume, chamai-nos, e nós correremos convosco, ao encontro de Jesus, pelo caminho da renúncia, do abandono e do amor.Fazei-nos simples e dóceis, humildes e confiantes para com o nosso Pai do Céu. Ah! Não permitais que o ofendamos com o pecado. Assisti-nos em todos os perigos e necessidades; socorrei-nos em todas as aflições e alcançai-nos todas as graças espirituais e temporais, especialmente a que estamos precisando agora (fazer o pedido)....Lembrai-vos, ó Santa Teresinha, que prometestes passar o vosso céu fazendo o bem à terra, sem descanso, até ver completo o número dos eleitos. Ah! Cumpri em nós a vossa promessa: sede nosso anjo protetor na travessia desta vida e não descanseis até que nos vejais no céu, ao vosso lado, cantando as ternuras do amor misericordioso do Coração de Jesus.Amém.

POÇO BRANCO IMPLANTA PASCOM PAROQUIAL


Arraial da Pascom - Poço Branco

A paróquia de Nossa Senhora do Livramento, de Taipu, passará a contar com uma equipe da Pastoral da Comunicação (PASCOM), já na cidade de Poço Branco. Já há uma equipe atuando em Taipu. A instalação da equipe será feita no próximo dia 4 de julho, às 19 horas, num encontro de formação, coordenado pelo Articulador do VII Zonal, Márcio Castilho, e pelo administrador paroquial de Taipu. Pe João Maria dos Anjos, no Casa Pastoral de Poço Branco. Na ocasião, além de formar a equipe da Pascom, os agente também escolhererão um deles para a coordenação.

(Artigo do jornal arquidiocesano "A Ordem" de 28/06/2009)

P.S: A equipe já vem trabalhando antes mesmo de ter a sua formação, em prol de arrecadação de fundos para os encontros de formação que estão por vir e, também, para a compra de materiais necessários para o início dos trabalhos.

terça-feira, 30 de junho de 2009

CAPELA SANTA TEREZINHA

No dia 27 de junho às 19h30 foi realizada a primeira celebração na Capela Santa Terezinha, localizada em um dos bairros do município de Poço Branco-RN, especificamente próximo ao cemitério local. A história dessa capela e sua construção tem início em meados de 2006, quando, a partir de uma conversa informal após os estudos missionários, uma das missionárias ali presente, fez um comentário de que seria um sonho homenagear Santa Terezinha - que é padroeira das missões e também daquele setor - com uma capela.
Havia então um terreno de propriedade particular e no qual era pertencente a um clube de futebol, denominado Clube de Futebol Santo Amaro. O dono deste terreno - sendo também um missionário - decidiu fazer a doação e, logo em seguida, começaram a construir pouco a pouco aquele sonho de outrora. Aos poucos, as doações foram surgindo, e, hoje, a comunidade feliz, participa e festeja com entusiasmo, essa data.
A celebração foi presidida pelo Diácono José Belizário Ferreira que muito tem ajudado na comunidade em prol do Reino de Deus, como colaborador paroquial. A partir de então, a comunidade terá todos os sábados, às 19h30 celebrações e, uma vez no mês, a Santa Missa. Se faz necessário o empenho da comunidade para que as suas obras se concretizem até a festa de Santa Terezinham, que acontece no mês de setembro.
Que tenhamos essa mesma fé ardente que inflamava Santa Terezinha e possamos dizer: "Só no céu conhecereis toda a gratidão que me transborda do coração".

segunda-feira, 22 de junho de 2009

Encerramento do Mês Mariano - Coroação de Maria Santíssima

Chegada da Imagem na Igreja do Sagrado Coração de Jesus.
No dia 30 de maio do corrente a comunidade do Sagrado Coração de Jesus, em Poço Branco, realizou uma grande carreata saindo da capela de Santa Teresinha até a Igreja do Sagrado Coração de Jesus com a Imagem de Nossa Senhora, onde foi realizada a celebração da Santa Missa e coroação de Maria Santíssima. Como sempre acontece, foi um momento de fé e devoção à Mãe de Deus que derrama suas bênçãos sobre os seus filhos que a amam. A celebração da Santa Missa foi presidida pelo Administrador Paroquial de Taipu, o Pe. João Maria dos Anjos Sobrinho e teve a presença do colaborador paroquial, o Diácono José Belizário. A comunidade em festa coroa a Mãe de Deus e se prepara para o dia de Pentecostes que foi celebrado no dia seguinte, 31/05, na Igreja Matriz de Nossa senhora do Livramento, em Taipu.

sábado, 23 de maio de 2009

RETIRO DA JUVENTUDE



Em novembro de 2008 aconteceu um retiro na Escola Estaudal José Francisco Filho. Um grande número de jovens esteve presente. Tivemos a honra da presença do Diácono Francisco Adilson, Coordenador de Pastoral da Arquidiocese de Natal, assessorando o encontro. Foi um momento de alegria, aprendizado, espiritualidade e fé.

TAIPU ENCERRA FESTA DA PADROEIRA

Após 10 dias de festejos foi encerrada neste domingo (06), a Festa de Nossa Senhora do Livramento 2015. No último dia houve a alvorada com...