quarta-feira, 11 de abril de 2012

DIA MUNDIAL DAS COMUNICAÇÕES - 2012


Tema para o Dia Mundial das Comunicações 2012

Silêncio e Palavra: caminho de evangelização


O silêncio é o tema central do próximo Dia Mundial das Comunicações Sociais: Silêncio e Palavra: caminho de evangelização. Um valor que, à primeira vista, poderia parecer contrário à palavra, numa sociedade de abundantes estímulos que a comunicação traz em primeiro plano.

No pensamento do Papa Bento XVI, o silêncio não é apresentado como contraposição a uma sociedade caracterizada pelo fluxo constante da comunicação, mas como um elemento essencial de integração. Por favorecer a dimensão do discernimento e do aprofundamento, o silêncio pode ser considerado como o primeiro passo para o acolhimento da palavra.

Portanto, não há nenhum dualismo, mas a complementaridade de duas funções que, no seu justo equilíbrio, enriquecem o valor da comunicação e a tornam um elemento irrenunciável a serviço da nova evangelização. Emerge, pois, com certa evidência, o desejo do Santo Padre de sintonizar o tema do próximo Dia Mundial das Comunicações, com a celebração do Sínodo dos Bispos que terá como tema “A nova evangelização para a transmissão da Fé cristã”.

O Dia Mundial das Comunicações Sociais, é a única Jornada Mundial estabelecida pelo Concilio Vaticano II (“Inter Mirifica”, 1963), e é celebrada em muitos países, no domingo que precede a Solenidade de Pentecostes, no Brasil, Dia da Ascensão do Senhor, que em 2012, será em 20 de Maio.

A Mensagem completa do Papa para esta Jornada é tradicionalmente, publicada, no dia 24 de janeiro, por ocasião da festa de São Francisco de Sales, patrono dos jornalistas.

Fonte: www.pccs.it (tradução e adaptação de Ir. Helena Corazza)

terça-feira, 3 de abril de 2012

ENCERRAMENTO DA CF 2012

No último dia 30/03, os fiéis de Poço Branco se reuniram para realizar o encerramento da Campanha da Fraternidade de 2012.

Com início na Capela Santa Terezinha, todos se reuniram e de lá, após um momento de oração, percorreram algumas ruas da cidade, realizando paradas em algumas casas onde foram montadas 14 estações da via-sacra terminando com a 15ª estação na igreja do sagrado Coração de Jesus.

Este ano a CNBB, mais uma vez, teve a preocupação com a saúde do povo e lançou o tema: Fraternidade e Saúde Pública. Em 1981, a CNBB já havia lançado o tema: Saúde e Fraternidade, com o lema: Saúde para todos. Este ano a CNBB voltou-se para a questão da saúde como dever do estado.

Durante todo o período da quaresma todas as arquidioceses realizaram a Campanha com momentos de oração e reflexão clamando a Deus para que os governantes voltem mais atenção a saúde do nosso povo.

A saúde deve ser a primeira prioridade, já que, povo doente, não trabalha, não estuda e o país não cresce.

EIS QUE DEUS BATE A PORTA. O QUE FAZER?

No princípio, Deus criou o céu e a terra e fez o homem a sua imagem e semelhança. Deu ao ser humano tudo que precisava para viver em paz e com abundancia, entretanto, Eva desobedeceu às ordens do Senhor, comendo e dando de comer ao seu companheiro Adão do fruto da árvore proibida. Foi assim que o pecado e a morte foram gerados, pela desobediência do homem.

O pecado hoje tomou conta de toda a raça humana e o amor ao Senhor esfriou de tal maneira que as pessoas não se preocupam mais em procurar a Deus, salvo, quando em casos de extremo desespero, doença ou crise financeira e pessoal, e quando estão encurraladas pelas conseqüências dos seus atos. Sim, porque tudo que a gente faz neste mundo corresponderá em um futuro próximo ou tardio a uma reação. Tudo que plantamos colheremos, sejam as coisas boas ou más.

A juventude em sua grande maioria não esta preparada para servir a um Deus, são inúmeros os jovens que preferem á diversão mundana à conversão!

Mas, de quem será a culpa? É nossa. É daqueles que se dizem cristãos e continuam a desobedecer a Deus, blasfemam a lei do Senhor por meio do cotidiano, banalizam e invertem os valores de CRISTO.

A morte entrou no ser humano por meio do homem e através do homem se renovou a vida, pois, Deus se fez carne e habitou entre nós. Deus que é vida restabelece-a diante do ser humano, dando em sacrifício o seu único filho e herdeiro do seu trono. Diante da ressurreição de Cristo foi possibilitada ao homem a salvação.

Mas, não se engane, foi nos dada à possibilidade de salvação, todavia vai depender dos nossos atos e ações, vai depender do nosso coração e de nossas intenções, ou seja, do cumprimento à PALAVRA que não mudou e não mudará, haja vista que a palavra de DEUS é única e verdadeira.

Quantas vezes Deus bateu a sua porta? Tão inúmeras? O tempo passa e deixamos a oportunidade passar com ele.

Jovem, você não sabe quanto tempo terá para mudar a sua história, o dia de amanhã é incerto e a vida pode lhe pregar uma peça como já fez com tantos outros. Somos como uma vela acesa e a qualquer momento poderá soprar um vento apagando-nos, levando a possibilidade de conversão e conseqüentemente de salvação.

O dia da mudança já chegou e o motorista do carro que lhe transportará já está à beira da sua porta, cabe a você deixar o homem velho ou a mulher velha para trás e se tornar um homem ou uma mulher nova.

Parece ser difícil deixar tudo para trás, festas, bebedeiras, amizades, uma vida sem comprometimento, mas, digo-lhes que a vida que levam é uma vida de dissabores, pois, os prazeres deste mundo são momentâneos e tem um tempo para acabar, enquanto que para aqueles que servem a Deus verdadeiramente terão a eternidade como recompensa.

Por isso, Deus está neste momento lhe tocando, lhe chamando, pedindo para você deixar Ele entrar em sua casa, em sua família, em sua vida. Deus quer o melhor para você jovem, entretanto, Ele só vai fazer as mudanças das quais você necessita e abençoar a sua vida, quando você permitir, visto que Deus não impõe nada. Somos livres.

Abra a porta da sua casa, da sua vida e mude a sua história, entregando a sua vida a DEUS.

Josy Souza

segunda-feira, 2 de abril de 2012

SEMANA SANTA, MOMENTO PROPÍCIO PARA ACOLHERMOS JESUS EM NOSSA VIDA

Estamos vivendo a Semana Santa, momento no qual celebramos a centralidade da nossa fé.

Nesta Semana Maior, celebramos o Cristo que morreu e ressuscitou para a nossa salvação, para nos resgatar das mãos do demônio e nos transferir para o mundo da luz, para a liberdade dos filhos de Deus. Jesus morreu na cruz para reconciliar o homem com Deus.

É a semana da nossa reconciliação com o Senhor. É o tempo da vitória da vida sobre a morte, da graça sobre o pecado. Quando os fiéis são batizados, aplica-se, a cada um deles, os efeitos redentores da Morte e Ressurreição de Cristo. Por isso, o cristão católico convicto celebra, com alegria, cada função litúrgica dessa semana que culmina na celebração do Tríduo Pascal.

Assim, recomenda a Santa Mãe Igreja que todos os seus filhos se confessem para que, morrendo com Cristo, possam ressuscitar com Ele, na madrugada do Domingo da Páscoa, para a vida eterna.

No Evangelho proposto para esta Segunda-feira Santa, Jesus volta a Betânia, seis dias antes da Páscoa, para manifestar o Seu amor e carinho pelos amigos.

Comove ver como o Senhor tem essa amizade tão divina e tão humana, que se manifesta num convívio frequente. Nessa visita de Jesus à Lázaro, Maria e Marta, vejo-me também na condição de acolher e receber Cristo em minha casa e em minha vida.

“Jesus, venha me visitar hoje. Eu quero recebê-Lo com o coração aberto, alegre e agradecido por merecer Sua amizade e confiança, assim como sempre foi muito bem recebido por Lázaro, Marta e Maria – em qualquer dia e a qualquer hora – com alegria e afeto. Como havia grande respeito, atenção e caridade entre eles, assim me comprometo a fazer também.”

São milhares de pessoas que negam hospedagem a Jesus Cristo em seu coração, mas escancaram-no para o mundo e suas vaidades. Esses vivem com a alma cheia de vícios, mas ela, sem a presença de Deus e dos anjos que nela jubilavam, cobre-se com as trevas do pecado, de sentimentos vergonhosos e de completa ignomínia.

“Ai da alma se lhe falta Cristo que a cultive com diligência, a fim de que possa germinar os bons frutos do Espírito! Deserta, coberta de espinhos e de abrolhos terminará por encontrar, em vez de frutos, a queimada. Ai da alma, se seu Senhor, o Cristo, nela não habitar! Abandonada, encher-se-á com o mau cheiro das paixões, virará moradia dos vícios”, afirma São Macário.

Era costume da hospitalidade do Oriente honrar um hóspede ilustre com água perfumada depois de se lavar. Mas mal sentou-se Jesus, Maria tomou um frasco de alabastro que continha uma libra de perfume muito caro, de nardo puro. Aproximou-se por detrás do divã, onde Ele estava recostado, ungiu Seus pés e os secou com os seus cabelos.

O nardo era um perfume raríssimo, de grande valor; ordinariamente, encerrava-se em pequenos vasos de boca estreita e apertada. Quebrá-lo e derramar seu conteúdo sobre a cabeça de alguém, era, entre os antigos, sinal de grande honra e distinção.

Maria ofereceu o melhor para Jesus Cristo. Ela não ofereceu um perfume barato, mas sim o melhor e mais caro. E você? O que tem oferecido para seu Senhor?

Façamos também nós o mesmo: ofereçamos a Cristo aquilo que temos de melhor e mais precioso. O melhor cálice, a mais bela patena, o mais piedoso ostensório, os melhores paramentos, a nossa vida, tudo o que somos e temos, pois todo o luxo, majestade e beleza são poucos perante a tamanha grandeza de Jesus, nosso Mestre e Rei.

Acolhendo o mistério redentor de Cristo e Sua Palavra, meditando os acontecimentos da nossa redenção, só poderemos crescer na alegria e na paz do Deus que nos ofertou Sua vida. Deixemos, pois, que o Espírito de Deus tome conta de nossa existência, para que sejamos conduzidos à eterna alegria da salvação e da ressurreição.

Acolhendo o mistério central da nossa fé, desejo que essa Semana Santa seja um momento especial de graça para você e toda sua família.

Padre Bantu Mendonça

Fonte:http://blog.cancaonova.com/homilia

DOMINGO DE RAMOS

Este ano o trajeto da procissão de Ramos teve um percurso maior. Os fiéis se concentraram na Santa cruz, na Rua Presidente Médice, para o início da celebração com a bênção dos ramos e logo após, a procissão para a igreja do Sagrado Coração de Jesus.

O Pe. Francisco de Assis rememorou a entrada de Jesus em Jerusalém, quando o Senhor entrou montado em um jumentinho.

Com cânticos e acenando com os ramos os fies dirigiram-se para a igreja onde se deu a continuação da Santa Missa.

CRONOGRAMA PARA ADORAÇÃO EM POÇO BRANCO - QUINTA E SEXTA-FEIRA SANTA


QUINTA-FEIRA 05 DE ABRIL DE 2011


19:00hs - Apostolado da Oração

20:00hs - Crismandos e Juventude

21:00hs - Escoteiros

22:00hs - Setor Santa Terezinha

23:00hs - Terço dos Homens


SEXTA-FEIRA 06 DE ABRIL DE 2011


06:00hs - Ministros Extraordinários da Eucaristia

07:00hs - Setor imaculado Coração De Maria (Conjunto Novos Tempos)

08:00hs - Setor Missionário Com Cristo e Grupo de Cântico S. C. de Jesus

09:00hs - Pastoral as Catequese

10:00hs - Pascom (Pastoral da Comunicação)

11:00hs - Grupo Filhos de Maria

12:00hs - Pastoral do Dizimo

13:00hs - Mãe Rainha e Legião de Maria

14:00hs - Grupo Nova Semente

TAIPU ENCERRA FESTA DA PADROEIRA

Após 10 dias de festejos foi encerrada neste domingo (06), a Festa de Nossa Senhora do Livramento 2015. No último dia houve a alvorada com...