terça-feira, 31 de agosto de 2010

II EXPOCATEQUESE - 28/08/10

A Catequese da Arquidiocese de Natal, coordenada pelas Irmãs de Belém, tendo à frente a Irmã Ana Maria, relizou no último dia 28/08, das 08h às 16h, no Colégio Nossa Senhora Auxiliadora, em Natal, a II Expocatequese. O objetivo foi mostrar os trabalhos desenvolvidos na Arquidiocese de Natal pela Pastoral da Catequese, fazer uma divulgação e, ao mesmo tempo, realizar uma confraternização entre todos os catequistas da Arquidiocese.
Tendo iniciado com a Santa Missa, o encontro foi mais um momento de alegria para nossa comunidade católica.
A comunidade do Sagrado Coração de Jesus, de Poço Branco, esteve presente com componentes das pastorais da Catequese e Dízimo.


Santa Missa


Apresentação Cultural


Apresentação Cultural


Ir. Ana Maria

Agentes: Dízimo e Catequese - Poço Branco

1º MUTICON - RN

No último dia 28/08 a Arquidiocese de Natal, juntamente com as Dioceses de Mossoró e Caicó, realizaram o 1º MUTICON (1º Mutirão Estadual de Comunicação). Paróquias de todo o estado do Rio Grande deo Norte, juntamente com algumas paróquias da Paraíba e de Pernambuco estiveram presentes no Colégio Nossa Senhora das Neves para este encontro onde todos poderam transmitir suas experiências, além de aprenderem mais sobre uma nova forma de comunicar a mensagem do Evengelho. Da Paróquia Nossa Senhora do Livramento (Comunidade do Sagrado Coração de Jesus - Poço Branco) participaram os agentes da PASCOM: Josy, Simara e Claudionor.
Na manhã do dia 28 houve uma palestra com o Jornalista Ismar de Oliveira Soares enfocando o tema: "A comunicação a serviço da Palavra". Após o almoço aconteceram as oficinas.
No domingo, 29, deu-se início com a Santa Missa, presidida por D. Manoel Delson, bispo referencial da Pascom, no Regional Nordeste 2.
Após a missa, foi realizado um painel, abordando o tema: "Pastoral da Comunicação no RN: missão e desafio". A moderadora foi a professora Josélia Carvalho.
O 2º Mutirão Estadual de Comunicação ficou marcado para 2012, na diocese de Mossoró.


quinta-feira, 19 de agosto de 2010

II CELEBRAI EM POÇO BRANCO COM LÉIA E SÔNIA

Este ano, na festa do Sagrado Coração de Jesus, em outubro, teremos a alegria de um belíssimo show louvor com Léia e Sônia. Estas missionárias que anunciam a mensagem do Reino através da música.
Será o II CELEBRAI que acontecerá no dia 22 de outubro. Na ocasião se apresentarão Ministérios de Música local para uma grande noite de louvor ao Sagrado Coração de Jesus.
Fiquemos todos na expectativa para este evento que acontecerá dentro das festividades do nosso padroeiro.

É TEMPO DE AMAR

Hoje em dia, é bem comum ver as pessoas comentando a cerca dos relacionamentos, principalmente os de cunho amoroso. É bem comum também, vermos adolescentes vivenciando um amor ou uma paixão, se entregando assim aos sentimentos muito precocemente. Isso não é bom, tendo em vista que, esses jovens atropelam o tempo e deixam de viver uma fase de sonhos e de brincadeiras, contudo, esses jovens ainda podem e devem perceber, que há tempo em nossa vida para tudo, e que a pressa é inimiga da perfeição. Cada ser humano constrói sua própria história, e todos, procuram por um bem chamado de felicidade, mas será que para ser feliz precisamos amar?
A resposta é bem nítida quando observamos o seguinte texto: “se eu falasse as línguas dos homens e as dos anjos, mas não tivesse amor, eu seria como um bronze que soa ou um címbalo que retine. Se eu tivesse o dom da profecia, se conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, se tivesse toda fé, aponto de remover montanhas, mas não tivesse amor, de nada me aproveitaria. O amor é paciente, é benfazejo; não é invejoso, não é presunçoso nem se incha de orgulho, não faz nada de vergonhoso, não é interesseiro, não se encoleriza, não leva em conta o mal sofrido não se alegra com a injustiça, mas fica alegre com a verdade. Ele desculpa tudo, crê tudo, espera tudo, suporta tudo”. (coríntios, 13,1-7). O amor é tudo isso que encontramos em coríntios, mas será que é aplicado em nossos relacionamentos? Será que somos tolerantes com o outro, perdoamos, será que nos relacionamentos amorosos falamos dos sentimentos mais profundos que habitam as nossas almas?
O que percebemos é que muitas vezes não estamos preparados para o amor, ou então não o conhecemos, todavia a procura tem que ser incessante, mas não precoce, devemos observar os ensinamentos de Jesus e lembrar que o mesmo em todos os momentos praticava o amor ao próximo sem se preocupar com o que os outros iriam pensar ou se ganharia algo em troca. Embora, o amor que Jesus pregava fosse o fraterno, devemos seguir os seus passos, em nossos namoros, casamentos e relacionamentos.
O dialogo, a conversa, os sonhos, as risadas, os medos, os traumas, as verdades, a beleza, o encantamento, a admiração, e tudo o resto têm que ser compartilhado com o outro, para se ter um verdadeiro amor precisamos ser transparentes, ou seja, não usar mascara, e estamos preparados para perdoar.
Josy Souza!

FAMÍLIA: FORMADORA DE VALORES HUMANOS E CRISTÃOS

Na atual sociedade o tema “família” já não está mais sendo um forte desejo de busca para uma paz eterna.
Este ano, a Semana Nacional da Família vem abordar sobre uma formação dos valores humanos e cristãos. Como podemos falar sobre algo que não é mais visto com carinho, atenção e respeito? O Papa João Paulo II pediu para que cada lar se tornasse uma igreja até o ano 2000. Sua intenção não foi ouvida, pois o que vemos são tantos lares em desunião e despedaçando-se.
Para que se possa haver oração, se faz necessário o querer e o acreditar que a vida eterna começa aqui com nossas ações de humildade e perdão. Hoje está sendo muito fácil olhar para o companheiro ou companheira e achar que não dá mais e de uma maneira muito fácil “pular fora”. Os convites para o pecado são mais visíveis do que um chamado à oração e à conversão. Os filhos, hoje, já aprendem com seus pais que “se não der certo, partimos para outra”. Os valores sendo mudados e de certa maneira adulterados.O que vemos é que o mundo diz a Cristo que Ele tem que se moldar as novas situações e colocar em Seu Coração tem que perdoar esse novo jeito de ser da humanidade.
O amor, que na realidade nunca será explicado, pois deve ser vivido, não está mais existindo na sua essência, já que o que está valendo mais é a atração sexual para se encantar uma pessoa. As promessas românticas de hoje são de momentos inesquecíveis na cama. O ato sexual é um momento sublime e abençoado por Deus, desde que seja feito dentro de Suas bênçãos. Só o amor humano não é suficiente, pois muitas vezes ele é egoísta. Se faz necessário um despertar para que os verdadeiros valores não sejam colocados como ultrapassados. Já dizia um sábio que “ler sem entender equivale a não saber ler” e quando não vivemos a mensagem de Jesus é porque não a escutamos direito.
Devemos ter os olhos na terra, porém o coração em Deus. Devemos viver e testemunhar Jesus Cristo em todos os ambientes que freqüentamos, sendo sinal de vida, de fé e de esperança em meio a uma sociedade cujo único valor é a ganância e os prazeres mundanos. A sociedade somente será renovada quando a Família retomar seu rumo, seu norte. “O mundo é uma grande família e a Igreja é a Família de Deus”, afirma dom Orlando Brandes.
Devemos questionar nossa ação na sociedade, nossa interação com o restante da família, nosso papel dentro diante dos desafios, das mentiras e dos ataques que a família constantemente sofre.
Quando se fala em celebração das bodas, fala-se em relembrar um momento que deveria ser lembrado por todos os casais como o momento da felicidade, onde o dom de Deus, terceira pessoa de todo Matrimônio, deveria ter sido recebido com muita fé. Celebrar as bodas é celebrar a ação de graças por todos os anos de união; é celebrar todas as conquistas e perdas; é celebrar o amor. (http://www.pfsul1.com.br/?p=1887 )
Que as famílias tenham a intenção de recolocar no lar a devoção mariana da reza do Santo Terço, essa oração tão tradicional dirigida à Mãe de Deus, para que ela interceda pelos fiéis junto à seu filho Jesus. Rezar o terço, significa fazer memória da encarnação, do nascimento, da vida, da morte e da Ressurreição de Jesus, importante para que o povo não se esqueça jamais dessa Nova Aliança feita com Deus pelo sangue do Cordeiro. Maria, como Rainha das Famílias, é, de fato, a grande intercessora nos céus. E hoje, a família necessita desse amparo materno.
A Igreja traz este amparo de ensino e discernimento na fé, pois na sua catequese nos mostra o grande desejo de Jesus na santificação do seu povo.
“Que ninguém vá dormir sem pedir e nem dar seu perdão” (Pe. Zezinho, scj). Cada cônjuge precisa fazer uma reflexão para analisar sua parcela dentro da família. Sua fidelidade, amor, renúncia, querer.
Que o amor seja vivido. Não banalizado. Que procuremos traçar metas de salvação para as famílias. Que os filhos possam ver nos pais o grande exemplo de superação e desejo de felicidade. Que as palavras ditas no altar sejam sempre lembradas com carinho e devoção. Que as tentações sejam suprimidas e se possa dar o grito da vitória junto com Jesus. Que a possibilidade do inferno se distancie das famílias e seus cônjuges.

VOCAÇÃO

Pe. João Maria dos Anjos Sobrinho
Administrador Paroquial da Paróquia Nossa Senhora do Livramento


Estamos em agosto, mês das vocações. Em cada domingo a igreja dedica orações direcionadas a cada uma delas. Para tirarmos algumas dúvidas sobre vocação, fizemos uma entrevista com o nosso Administrador Paroquial, o Pe. João Maria dos Anjos. Vejamos:

O SAGRADO: O que é vocação?
PE. JOÃO: Antes de tudo, vocação é chamado, é dom de Deus concedido ao ser humano para desempenhar determinada missão.
O SAGRADO: É possível ter mais de uma vocação?
PE. JOÃO: Do ponto de vista religioso podemos experimentar alguns aspectos da vocação. Na Igreja há vários carismas e ministérios. Existe a vocação à vida consagrada, por exemplo, o Padre, a Freira, o Frade, o Monge e tantos outros, como também a vocação a vida matrimonial, na qual a pessoa pode exercer o seu ministério laical e sua missionariedade. Sem falar, claro, no âmbito da vocação como talento, como escolha de profissão.
O SAGRADO: Como podemos discerni-la?
PE. JOÃO: Através do conhecimento dos diversos carismas.
O SAGRADO: Quais são os sinais para que percebamos que estamos sendo chamados a uma vocação específica
PE. JOÃO: São vários os sinais, mas a percepção do chamado é uma experiência ímpar, única. É preciso estar atento as sinais que o próprio Deus nos dá.
O SAGRADO: A pessoa que não responde a um chamado vocacional está pecando?
PE. JOÃO: Não digo que a pessoa esteja pecando, mas fugindo desse chamado e essa fuga pode causar sofrimento mais tarde na vida deste pessoa.
O SAGRADO: Há pessoas que depois de viverem, por algum tempo, determinado chamado vocacional, desistem dele. Nesse caso houve erro de discernimento?
PE. JOÃO: Não falo em erro, mas imaturidade vocacional no processo de discernimento.
O SAGRADO: Quando se pensa em vocação, pensamos em algo que nos dê destaque e retorno financeiro. É possível ser um vocacionado nas coisas simples?
PE. JOÃO: Primeiro não podemos pensar em vocação como algo rentável, status ou coisa parecida. A vocação deve ser vivida de maneira simples, atendendo sempre a vontade de Deus na sua vida vocacional.
O SAGRADO: o desejo dos pais, parentes e amigos pode interferir na vocação de alguém?
PE. JOÃO: Creio que não. Mas, isso acontece. Pode ocorrer no futuro desta pessoa um desânimo e até mesmo uma desistência porque tal pessoa sofreu influência de outros e não discerniu verdadeiramente sobre sua vocação.

HÁ SEMPRE UMA ESCOLHA

Desde de cedo fazemos escolhas,desde das mais simples a mais complexa, o tempo vai passando e é preciso que fiquemos atentos a elas.Principalmente na juventude período esse caracterizado por mudança e escolhas,mas como não somos perfeitos a dúvida sempre fará parte das nossas escolhas, pois as vezes quando temos muita certeza erramos e sofremos mais com isso, a dúvida nos torna pessoas mais humildes e abertas ao diálogo e nos ajuda a termos firmeza nas escolhas, muitos de nós principalmente os jovens por não saberem escolher, estão perdendo sua identidade, na medida em que fazemos escolhas a nossa identidade começa ser feita,por mais simples que seja a escolha tenha sempre como conselheiro o nosso senhor, uma frase do papa Bento XVI expressar bem o que quero falar através deste texto.” O jovem que não se decide corre o risco de ser uma éter na criança”.Que a sua escolha seja sempre a do bem a do amor, afinal a nossa força esta na livre escolha em que fazemos.

"Você faz suas escolhas, e suas escolhas fazem você." (Steve Beckman)

Dicas: Filme

Michael Newman (Adam Sandler) é um arquiteto workaholic que descobre um controle remoto universal. Em vez de controlar objetos eletrônicos, o aparelho é capaz de controlar as situações em sua vida. Os problemas acontecem quando o mesmo começa a controlar também as escolhas de Michael.

Livro :

O livro “O Monge e o Executivo” é, acima de tudo, uma lição de vida, uma lição sobre como podemos nos tornar líderes melhores, pais melhores, filhos melhores, pessoas melhores.

Simara de morais

terça-feira, 10 de agosto de 2010

DIA DOS PAIS

No último domingo (01/08) data comemorativa ao Dia dos Pais - na celebração da Santa Missa houve momentos dedicados aos mesmos. Na homilia o padre João Maria deu ênfase a grande missão que os pais têm em educar os filhos na fé e para a vida. Num certo momento, todos os pais foram chamados a ficarem frente ao altar e ali receberam uma bênção própria para eles. Em outra ocasião teve as homenagens, dentre elas, o senhor José Bento que recebeu uma pequena lembrança por ser o pai mais idoso ali presente, com a idade de 89 anos.

Homilia

Bênção dos Pais

Homenagem

Homenagem ao pai mais idoso

NOVO GRUPO DE CÂNTICOS EM POÇO BRANCO



Estreou neste último dia 06/08 - primeira sexta-feira do mês - o novo grupo de cânticos da Comunidade do Sagrado Coração de Jesus. Vale salientar que o mesmo é composto por senhoras zeladoras do Apostolado da Oração. Fica o registro que este é o 5º grupo formado para a animação litúrgica. A esse fato deve-se o empenho desta comunidade em sempre se dedicar e buscar o melhor para viver os momentos celebrativos de fé.
É preciso que se dê um pouco mais de atenção e oportunidade para que ela possa caminhar sozinha e dar continuidade a esse crescimento que até agora só tem trazido benefícios e bons frutos. Já está comprovado que é um povo que sabe caminhar com "os próprios pés", basta apenas que mostre a direção e dê oportunidade.

TAIPU ENCERRA FESTA DA PADROEIRA

Após 10 dias de festejos foi encerrada neste domingo (06), a Festa de Nossa Senhora do Livramento 2015. No último dia houve a alvorada com...