Pular para o conteúdo principal

PALAVRA DO ARCEBISPO


Dom Jaime Vieira Rocha
Arcebispo Metropolitano de Natal
Eis a obra que o Senhor realizou
 
Prezados irmãos e irmãs em Cristo, na alegria da Páscoa e na exultação da Ressurreição do Senhor, desejo falar-lhe ao coração sobre a vida nova que se abriu para nós a partir do dia do triunfo do Senhor: “Eis que faço novas todas as coisas” (Ap 21,5). Quis Deus definitivamente restaurar todas as coisas em Cristo, pelo poder de sua Cruz e Ressurreição: “[...] Deu-nos a conhecer o mistério da sua vontade, conforme decisão prévia que lhe aprouve tomar para levar o tempo à plenitude: a de restaurar todas as coisas em Cristo, as que estão nos céus e as que estão na terra” (Ef 1,9-10). É por essa razão que Jesus afirma: “Quando eu for elevado da terra, atrairei a mim todas as coisas” (Jo 12-32). Deus é fiel e cumpre aquilo que prometeu aos nossos pais: “Eis que virão dias, diz o Senhor, em que concluirei uma nova aliança com a casa de Israel e a casa de Judá; [...] Esta será a aliança que concluirei com a casa de Israel, depois desses dias, diz o Senhor: imprimirei minha lei em suas entranhas, e hei de escrevê-la em seu coração; serei seu Deus e eles serão o meu povo” (Jr 31,31-34).

Deus revela, assim, que não deixará incompleta a obra da salvação e concluirá a obra de suas mãos, conforme ensina o santo apóstolo Paulo: “[...] Tenho plena certeza de que aquele que iniciou em vós a obra da fé há de completá-la e levá-la à perfeição até o dia de Cristo” (Fl 1,1-11). Mas, qual é a obra de Deus e o que faremos para concretizá-la? Jesus mesmo esclarece àqueles que o interrogaram: “[...] A obra de Deus é esta: que creiais naquele que ele enviou” (Jo 6,28-29). Ao restaurar todas as coisas em Cristo, o Deus deseja também que nossa vida seja transformada, restaurada e renovada pelo poder da Ressurreição do Senhor. Por essa razão, São Paulo nos exorta a abandonar antiga vida e correr no caminho da vida nova: “[...] Rejeitando todo fardo e o pecado que nos envolve, corramos com perseverança no caminho que nos é proposto, com os olhos fixos naquele que iniciou e concluirá em nós a obra da fé, Jesus [...]” (Hb 12,1-2).

A obra de Deus não ficará inacabada, pois ele mesmo se encarregará de levá-la a sua plenitude e perfeição, por meio de seu Filho Unigênito: “Eu te glorifiquei na terra, conclui a obra que me encarregaste de realizar. E agora, glorifica-me, Pai, junto de ti, com a glória que eu tinha junto de ti antes que o mundo existisse” (Jo 17,4-5). Desse modo, podemos compreender as palavras de Jesus na Cruz, antes de entregar o seu espírito: “Tudo está consumado!” (Jo 19,30). Somos, pois, todos chamados a completar em nós a obra da Salvação que Deus concluiu por meio de Cristo. Somos convocados a participar de sua Paixão, Morte e Ressurreição, a fim de sermos transformados em novas criaturas pela força e pelo poder da Ressurreição do Senhor. Homem novo, vida nova, graças à obra da Salvação que, pela fé em Cristo, Deus realizou em nós. Superemos todos os desafios e dificuldades. Vençamos todas as limitações humanas, pessoais e comunitárias. Vejamos em que áreas e aspectos da nossa vida, da nossa missão e das nossas responsabilidades precisamos buscar a graça da ressurreição para transformá-las e aperfeiçoá-las.
Deus não é deus de obra inacabada. Ele a concluiu e levou-a a perfeição em Cristo. Por isso, abramos o nosso coração para que esta verdade se torne uma realidade dentro de nós, em nossa vida. Ouçamos a Voz de Deus a nos orientar no caminho da salvação: “Esforça-te e tem bom ânimo, e faze a obra; não temas, nem te apavores; porque o Senhor Deus, há de ser contigo; não te deixará, nem te desamparará, até que acabes toda a obra do Senhor” (I Crônicas 28.20).

http://www.arquidiocesedenatal.org.br/aordem/ao2904bispo.htm  

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SÃO PEDRO E SÃO PAULO

Hoje a Igreja do mundo inteiro celebra a santidade de vida de São Pedro e São Paulo apóstolos. Estes santos são considerados "os cabeças dos apóstolos" por terem sido os principais líderes da Igreja Cristã Primitiva, tanto por sua fé e pregação, como pelo ardor e zelo missionários. Pedro, que tinha como primeiro nome Simão, era natural de Betsaida, irmão do Apóstolo André. Pescador, foi chamado pelo próprio Jesus e, deixando tudo, seguiu ao Mestre, estando presente nos momentos mais importantes da vida do Senhor, que lhe deu o nome de Pedro. Em princípio, fraco na fé, chegou a negar Jesus durante o processo que culminaria em Sua morte por crucifixão. O próprio Senhor o confirmou na fé após Sua ressurreição (da qual o apóstolo foi testemunha), tornando-o intrépido pregador do Evangelho através da descida do Espírito Santo de Deus, no Dia de Pentecostes, o que o tornou líder da primeira comunidade. Pregou no Dia de Pentecostes e selou seu apostolado com o próprio sangue, pois…

TAIPU ENCERRA FESTA DA PADROEIRA

Após 10 dias de festejos foi encerrada neste domingo (06), a Festa de Nossa Senhora do Livramento 2015. No último dia houve a alvorada com a banda de musica às 5h, juntamente com uma queima de fogos; missa solene, às 9h, celebrada pelo Padre Rodrigo Paiva; Ofício da Imaculada Conceição, às 11h30; e às 12h, solene descida da imagem de Nossa Senhora do Livramento do seu nincho, sendo coroada logo em seguida, e saudada por um pipocaço de fogos. Às 16h, a imagem de Nossa Senhora do Livramento saiu de sua matriz em procissão pelas ruas de Taipu, tendo grande número de fiéis acompanhando. Ao chegar na matriz, houve a Missa de encerramento da festa, celebrada pelo Padre Edílson Soares Nobre. Após a Missa foram arriadas as bandeiras, com o show pirotécnico. A festa foi encerrada após a solene subida de Nossa Senhora ao seu nincho, e da entrega das flores. Ás 18h30, foi servido o jantar de Nossa Senhora do Livramento, no largo da matriz. Um grande momento de confraternização e reencontro das …

TAIPU REALIZA VESTIDURA DE COROINHAS

A Paróquia de Nossa Senhora do Livramento realizou no dia 22 de fevereiro, a investidura dos 10 novos coroinhas e a renovação de 8 antigos em Taipu. A celebração foi durante os festejos do aniversário natalício do Padre Helenildo Marques, na matriz de Nossa de Nossa Senhora do Livramento. Cerca de 30 coroinhas de Poço Branco e Natal participaram da investidura, juntamente com os paroquianos das comunidades que lotaram a igreja por ocasião da data importante para a paróquia. Veja as fotos:











Fotos: Pascom Santo Antônio de Pádua