Pular para o conteúdo principal

CAMPANHA DA FRATERNIDADE 2011

Tema: Fraternidade e a Vida no Planeta
Lema: “A criação geme em dores de parto” (Rm 8,22)


Os Cristãos e o Meio Ambiente.

A Campanha da fraternidade de 2011 “Fraternidade e a Vida no Planeta”, com o lema: “A criação geme em dores de parto (Rm 8,22), apresenta-nos um assunto de grande importância para toda a humanidade. Ela aborda o tema do aquecimento global e das mudanças climáticas. Independente de credo ou religião, todos dependem dessa vida no planeta pra poder viver. Nossa vida está intimamente relacionada à vida no planeta. Desse modo todos nós somos responsáveis no cuidado com o meio ambiente.
Para nós cristãos, fica uma grande responsabilidade, pois os nossos atos cristãos não podem se limitar unicamente ao aspecto da fé, devoções e praticas religiosas separando-nos da vida do dia a dia. A vida do cristão deve ser plena, inclusive com relação à natureza.
Nós que professamos que Deus é o Criador do universo e Senhor da Vida temos maior responsabilidade perante a criação. A bondade de Deus continua presente na sua criação, e essa, como qualquer ser vivo, precisa ser cuidada e preservada. Partindo do principio de que Deus fez todas as coisas, então podemos concluir que os filhos de Deus têm o dever de zelar pelo meio ambiente, com toda responsabilidade. “O Senhor Deus tomou o homem e o colocou no jardim do Éden, para cultivar o solo e o guardar” (Gn 1,15).
A economia, e o seu desenvolvimento, também estão relacionados ao meio ambiente, e este está relacionado à vida. Portanto é licito ao homem exercer um governo responsável sobre a natureza para guardá-la, fazer frutificar e cultivar, inclusive com formas novas e tecnologias avançadas, para que pessoa acolher e alimentar a população que habita no planeta, sem se esquecer das novas gerações, que também dependerão da natureza para a sua subsistência.
É importante que saibamos administrar os recursos naturais e humanos de maneira colaborativa e responsável, para que não venhamos a sucumbir em meio ao caos ambiental que provoca a escassez e o sofrimento. Não precisamos destruir para produzir, degradar para desenvolver ou esgotar para explorar. Hoje já se falam na existência de 50 milhões de “migrantes do clima”, por isso, é urgente buscar melhores condições para nosso planeta. Sobretudo, porque, o aquecimento global e as mudanças climáticas exigirão mais sacrifícios dos mais pobres e menos protegidos.
Para a Camapanha da Fraternidade deste ano, a Igreja no Brasil propõe como objetivo geral: “contribuir para a conscientização das comunidades cristãs e pessoas de boa vontade sobre a gravidade do aquecimento global a das mudanças climáticas, e motivá-las a participar dos debates a ações que visam enfrentar o problema e preservar as condições de vida no planeta”.
Para atingir este objetivo, são propostos os seguintes objetivos específicos:

 Viabilizar meios para a formação da consciência ambiental em relação ao problema do aquecimento global e identificar responsabilidades e implantações éticas.
 Promover a discussão sobre os problemas ambientais com foco no aquecimento global.
 Mostrar a gravidade e a urgência dos problemas ambientais provocados pelo aquecimento global e articular a realidade local e regional com o contexto nacional e planetário.
 Trocar experiências e propor caminhos para a superação dos problemas ambientais relacionados ao aquecimento global.

Para isso serão adotadas as seguintes estratégias:

 Mobilizar pessoas, comunidades; Igrejas, religiões e sociedade para assumirem o protagonismo na construção de alternativas para a superação dos problemas socioambientais decorrentes do aquecimento global.
 Propor atitudes, comportamentos e práticas fundamentados em valores que tenham a vida como referencia no relacionamento com o meio ambiente.
 Denunciar situações e apontar responsabilidades no que diz respeito aos problemas ambientais decorrentes do aquecimento global.
 Como todos os anos todos os temas serão trabalhados através do método VER, JULGAR e AGIR.

A Igreja, em sua missão de promover a vida, convida-nos a pensar numa forma mais fraterna de tratar os seres vivos da nossa e de outras espécies, de quem depende nossa sobrevivência e por quem temos a responsabilidade de zelar.

Por: Pe. Jonerikson Gomes da Silva
Vigário Paroquial da Paróquia Nossa Senhora da Conceição - Macaíba / RN.
Fonte: Editora Ave Maria e Manual da CF 2011

Hino da CF 2011
Composição: Pe. José Antônio de Oliveira / Casimiro Nogueira

1. Olha, meu povo, este planeta terra:
Das criaturas todas, a mais linda!
Eu a plasmei com todo amor materno,
Pra ser um berço de aconchego e vida. (Gn 1)

Nossa mãe terra, Senhor,
Geme de dor noite e dia.
Será de parto essa dor?
Ou simplesmente agonia?!
Vai depender só de nós!
Vai depender só de nós!

2. A terra é mãe, é criatura viva;
Também respira, se alimenta e sofre.
É de respeito que ela mais precisa!
Sem teu cuidado ela agoniza e morre.

3. Vê, nesta terra, os teus irmãos. São tantos...
Que a fome mata e a miséria humilha.
Eu sonho ver um mundo mais humano,
Sem tanto lucro e muito mais partilha!

4. Olha as florestas: pulmão verde e forte!
Sente esse ar que te entreguei tão puro...
Agora, gases disseminam morte;
O aquecimento queima o teu futuro.

5. Contempla os rios que agonizam tristes.
Não te incomoda poluir assim?!
Vê: tanta espécie já não mais existe!
Por mais cuidado implora esse jardim!

6. A humanidade anseia nova terra. (2Pd 3,13)
De dores geme toda a criação. (Rm 8,22)
Transforma em Páscoa as dores dessa espera,
Quero essa terra em plena gestação!

Oração da Campanha da Fraternidade - 2011 CNBB

Senhor Deus, nosso Pai e Criador.
A beleza do universo revela a vossa grandeza,
A sabedoria e o amor com que fizestes todas as coisas,
E o eterno amor que tendes por todos nós.
Pecadores que somos não respeitamos a vossa obra,
E o que era para ser garantia da vida está se tornando ameaça.
A beleza está sendo mudada em devastação,
E a morte mostra a sua presença no nosso planeta.
Que nesta quaresma nos convertamos
E vejamos que a criação geme em dores de parto,
Para que possa renascer segundo o vosso plano de amor,
Por meio da nossa mudança de mentalidade e de atitudes.
E, assim, como Maria, que meditava a vossa Palavra e a fazia vida,
Também nós, movidos pelos princípios do Evangelho,
Possamos celebrar na Páscoa do vosso Filho, nosso Senhor,
O ressurgimento do vosso projeto para todo o mundo.
Amém.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SÃO PEDRO E SÃO PAULO

Hoje a Igreja do mundo inteiro celebra a santidade de vida de São Pedro e São Paulo apóstolos. Estes santos são considerados "os cabeças dos apóstolos" por terem sido os principais líderes da Igreja Cristã Primitiva, tanto por sua fé e pregação, como pelo ardor e zelo missionários. Pedro, que tinha como primeiro nome Simão, era natural de Betsaida, irmão do Apóstolo André. Pescador, foi chamado pelo próprio Jesus e, deixando tudo, seguiu ao Mestre, estando presente nos momentos mais importantes da vida do Senhor, que lhe deu o nome de Pedro. Em princípio, fraco na fé, chegou a negar Jesus durante o processo que culminaria em Sua morte por crucifixão. O próprio Senhor o confirmou na fé após Sua ressurreição (da qual o apóstolo foi testemunha), tornando-o intrépido pregador do Evangelho através da descida do Espírito Santo de Deus, no Dia de Pentecostes, o que o tornou líder da primeira comunidade. Pregou no Dia de Pentecostes e selou seu apostolado com o próprio sangue, pois…

TAIPU ENCERRA FESTA DA PADROEIRA

Após 10 dias de festejos foi encerrada neste domingo (06), a Festa de Nossa Senhora do Livramento 2015. No último dia houve a alvorada com a banda de musica às 5h, juntamente com uma queima de fogos; missa solene, às 9h, celebrada pelo Padre Rodrigo Paiva; Ofício da Imaculada Conceição, às 11h30; e às 12h, solene descida da imagem de Nossa Senhora do Livramento do seu nincho, sendo coroada logo em seguida, e saudada por um pipocaço de fogos. Às 16h, a imagem de Nossa Senhora do Livramento saiu de sua matriz em procissão pelas ruas de Taipu, tendo grande número de fiéis acompanhando. Ao chegar na matriz, houve a Missa de encerramento da festa, celebrada pelo Padre Edílson Soares Nobre. Após a Missa foram arriadas as bandeiras, com o show pirotécnico. A festa foi encerrada após a solene subida de Nossa Senhora ao seu nincho, e da entrega das flores. Ás 18h30, foi servido o jantar de Nossa Senhora do Livramento, no largo da matriz. Um grande momento de confraternização e reencontro das …

TAIPU REALIZA VESTIDURA DE COROINHAS

A Paróquia de Nossa Senhora do Livramento realizou no dia 22 de fevereiro, a investidura dos 10 novos coroinhas e a renovação de 8 antigos em Taipu. A celebração foi durante os festejos do aniversário natalício do Padre Helenildo Marques, na matriz de Nossa de Nossa Senhora do Livramento. Cerca de 30 coroinhas de Poço Branco e Natal participaram da investidura, juntamente com os paroquianos das comunidades que lotaram a igreja por ocasião da data importante para a paróquia. Veja as fotos:











Fotos: Pascom Santo Antônio de Pádua