domingo, 2 de dezembro de 2012

ADVENTO - 1º DOMINGO



1º DOMINGO do ADVENTO - José Salviano
 1º DOMINGO do  ADVENTO

2 de Dezembro de 2012

Evangelho - Lc 21, 25-28.34-36
--
Introdução

         Este é o último dia do ano litúrgico, o qual não confere com o ano civil, que termina em 31 de dezembro. Hoje iniciamos a nossa caminhada rumo ao Natal.
         A liturgia nos convida a meditar sobre dois temas: A primeira e a segunda  vinda de Jesus.
         Começamos o Advento. Já  estamos sentindo o cheiro do  Natal, e as leituras nos conduz a uma reflexão sobre o INÍCIO E O FIM.

         Irmãos. Mais uma vez estamos festejando o início de uma nova caminhada. Celebramos hoje o primeiro domingo do Advento, e com ele iniciamos também um novo ano litúrgico, o ano "C" com o Evangelho de Lucas.
         Advento é tempo de meditação e oração. É um clima diferente, pois nos aproximamos da festa da encarnação de Deus na pessoa de Jesus, e nesta festa ocorre um clima de aproximação com Deus e com o nosso irmão. Mesmo que por ocasião das festas do Natal as atividades sejam puramente comerciais e interesseiras, resta sempre uma magia no ar, uma atitude de pensamento em Deus, acompanhada de e um boa pitada de fraternidade. Portanto, nem tudo está perdido, e é a hora de agirmos com força, e aproveitar esse momento propício, para levar a palavra  de Deus ao nosso irmão desgarrado com mais força e otimismo.

         Advento é o espaço de tempo de espera pelo Natal. Não é, necessariamente,  uma espera pelo nascimento de Jesus, porque Ele já nasceu. Mas sim, uma espera pela festa universal do seu aniversário. Cristo virá, sim, mais de uma outra forma. Ele poderá vir habitar em nós, para isso basta que estejamos disponíveis, a receber a sua vinda.
         Advento é o tempo de espera pela chegada do Senhor, para ficar conosco.
         E quando se espera uma pessoa querida, a alegria se espalha por toda a casa, por todos os que moram nela, e os preparativos parecem nunca terminar.
         Não fica bem receber a pessoa amada com a casa suja, e tudo bagunçado. Por isso, devemos providenciar uma boa limpeza em nossa casa, um boa limpeza em nossa alma para que ela seja digna da presença de Jesus. Uma confissão bem preparada, bem feita, com o devido arrependimento, e o sólido propósito de evitar o pecado futuramente.   
         Advento é como uma mulher esperando o filho que vai nascer. Preparativos, ansiedade, preocupação, apreensão, felicidade, alegria, tudo isso se mistura num clima mágico de espera por uma nova vida que virá. Sim, meus irmãos, UMA NOVA VIDA DEVEMOS TER, após a vinda de Jesus para ficar conosco e em cada um de nós. Uma nova vida de estado de graça, de luta contra o pecado, de muita oração, uma nova vida de conversão diária. 
         Não vemos a hora de festejar o aniversário daquele que transformou o mundo e que quer vir transformar a vida de cada um de nós. Mas é preciso que estejamos preparados,  prontos, puros e dispostos a aceitá-lo como a luz que ilumina os nossos passos até o último momento de nossa caminhada.
         E por falar nisso, o Evangelho de hoje nos adverte muito bem sobre o nosso último instante, para o qual devemos estar preparados, devemos estar de pé, para nos apresentar a Jesus.
        
         A liturgia de hoje nos convida à oração e à vigilância, tendo como base principal o amor a Deus e ao próximo. O Evangelho de hoje está nos lembrando sobre o fim do mundo, e a necessidade de estarmos de prontidão. Jesus diz que as forças celestes serão abaladas, e quando estas coisas começarem a acontecer, nós devemos ter muita fé e coragem, levantando-nos e   erguendo a cabeça, esperançosos pois é a chegada da nossa libertação que se  próxima. Jesus recomenda para tomarmos cuidado para que não fiquemos   insensíveis ou indiferentes  aos sinais dos tempos, nos entregando a gula, a embriaguez e para que não nos distraiamos com as preocupações dessa vida, para que não nos aconteça que a chegada do Filho de Deus, em sua segunda vinda, não caia de repente sobre nós como uma armadilha, como acontecerá com os demais habitantes da Terra. Devemos portanto, ficar vigilantes, atentos através da oração constante,  para que tenhamos forças para vencer o pecado,  e permanecermos puros e dignos da presença de Jesus.  Meus irmãos. É a ORAÇÃO que nos dá força para combater o pecado. Experimente. 
         Para muita gente, é estranho a liturgia  começar logo falando do fim do mundo, antes do nascimento de Jesus. Mas é preciso entender que Jesus que veio no Natal, virá de novo  no fim dos tempos.
         São Paulo nos ensina o que fazer: Que o Senhor nos conceda um amor fraterno que seja transbordante e que tenhamos uma santidade sem defeitos aos olhos de Deus,e para estarmos preparados para a o dia da vinda de nosso Senhor Jesus.
         Prezados irmãos. Para nós que cremos em Deus por Jesus, o fim dos tempos não é uma ameaça aterrorizante, mas sim, é a confiança que deve ter todo cristão fiel a Cristo,  a esperança de que todo aquele que crer e tiver praticado a palavra, será salvo. O fim não será o FIM. Mais sim, o início de uma nova faze, de uma nova vida. A vida eterna.
         Advento, portanto, é isso. É tempo de termos uma vida  correta e justa que agrade a Deus . E se já estamos vivendo na presença de Deus, devemos progredir na santidade cada dia mais, para que possamos naquele dia estar firmes, e de pé diante do Senhor.
Bom domingo, e um Feliz e atuante novo Ano litúrgico a todos.

José Salviano. 
Fonte: http://liturgiadiariacomentada



FESTA DE NOSSA SENHORA DO LIVRAMENTO


A abertura da festa aconteceu com a carreata saindo da cidade de Poço Branco e concentração dos Taipuenses na entrada de Taipu. Após a carreta ouve o hasteamento das bandeiras e a Santa Missa presidida pelo Pe. Claúdio Régio;


Com o tema:'' A Bem-aventurada Virgem Maria no Ministério de Cristo''; o primeiro dia de novena foi celebrado pelo Pe. Edílson Nobre.

No segundo dia de novena o Pe. Bianor Júnior celebrou com o tema: '' A Bem-aventurada Virgem Maria e a Igreja''.

Com o tema:'' Sinais da figura de Nossa Senhora, no Antigo Testamento''; o Pe Helenildo Marques celebrou o terceiro dia, tendo Santa Missa da Instituição e Renovação dos Ministros Extraordinários da Sagrada Comunhão.

No dia 19/11 aconteceu a abertura dos festejos do Centenário da Nossa Paróquia de Taipu! Com a presença do Senhor Arcebispo de Natal - Dom Jaime Vieira Rocha, do Comandante da Polícia Militar do RN - Coronel Araújo, da Banda da Polícia Militar do Estado do Rio Grande do Norte e de todos os Paroquianos Taipuenses.
''100 anos de Fé e Devoção sob o Olhar da Mãe do Livramento''. Missa celebrada na Igreja Matriz de Taipu pelo Senhor Arcebispo Metropolitano de Natal - Dom Jaime Vieira Rocha.

O 5º dia de novena foi presidido pelo Diac. Emanuel Bezerra Fernandes que pregou sob o tema:'' Dogma da Maternidade Divina, Nossa Senhora Mãe de Deus''. Com Novena e Benção do Santíssimo Sacramento.

O sexto dia foi celebrado Pe. Helenildo Marques de Morais. Com Novena e Benção do Santíssimo Sacramento.

O Pe. José Freitas Campos celebrou o sétimo dia de novena com bênção do Santíssimo Sacramento.

No oitavo dia o Pe. Ajosenildo Nunes presidiu a celebração com Novena e Benção do Santíssimo Sacramento.

O nono dia do novenário foi celebrado pelo Pe. Helenildo Marques. Com Novena e Benção do Santíssimo Sacramento.

No dia 24/11, ao som de da 'Banda Perfume de Gardênia', os paroquianos de Taipu e cidades vizinhas, festejaram mais uma festa de padroeira, com leilão de galinhas e garrotes.

No dia 25 todos os paroquianos e visitantes participaram da procissão com a imagem de Nossa Senhora do Livramento pelas ruas da cidade e logo após a Missa de Encerramento.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

TAIPU ENCERRA FESTA DA PADROEIRA

Após 10 dias de festejos foi encerrada neste domingo (06), a Festa de Nossa Senhora do Livramento 2015. No último dia houve a alvorada com...